Abrir menu principal
Batalha de Fromelles
Parte da Batalha do Somme, Primeira Guerra Mundial
NYTMapNeuveChapelle1915.png
Linha da frente no seguimento da Batalha de Neuve Chapelle, (10–13 de Março de 1915)
Data 19–20 de Julho de 1916
Local Fromelles, Nord, França
Desfecho Vitória alemã
Beligerantes
Flag of the German Empire.svg Império Alemão Reino Unido Império Britânico
Comandantes
Flag of the German Empire.svg Gustav Scanzoni von Lichtenfels Reino Unido Richard Haking
Forças
~ 30 000 10 000 a 15 000
Baixas
1 600 a 2 000 mortos ou feridos 7 080 mortos ou feridos

A Batalha de Fromelles (pronúncia em francês: ​[fʁɔmɛl]; 19–20 de Julho de 1916), consistiu numa operação militar britânica na Frente Ocidental durante a Primeira Guerra Mundial, incluída na maior Batalha do Somme.[nota 1] O quartel-general da Força Expedicionária Britânica (BEF) deu ordens ao Primeiro e Segundo Exércitos para prepararem ataques de apoio ao Quarto Exército em Somme a 80 quilómetros a sul, para explorar qualquer fraqueza nas defesas alemães ali instaladas. O ataque teve lugar a 16 quilómetros de Lille, entre a estrada Fauquissart–Trivelet e a Quinta Cordonnerie, uma zona sem ninguém desde o cume Aubers até mais a sul. O terreno era de baixa altitude e muitas das fortificações defensivas de ambos os lados consistiam de amontoados de terra, em vez de trincheiras.

A operação foi levada a cabo pelo XI Corpo, do Primeiro Exército, juntamente com a 61.ª Divisão, 5.ª Divisão Australiana e Força Imperial Australiana (AIF), contra a 6.ª Divisão de Reserva da Baviera,apoiada por duas divisões de flanco do 6.º Exército. Os preparativos para o ataque foram apressados, as tropas envolvidas não tinham experiência em guerra de trincheiras e a força da defesa alemã foi bastante subestimada - um soldado britânico pra dois alemães. O avanço foi realizado de dia contra as defesas no cume Aubers, numa frente estreita que deixou a artilharia alemã de cada lado livre para abrir fogo aos flancos dos atacantes. O ataque previsto pela 61.ª Divisão na manhã de 20 de Julho foi cancelado, pois os britânicos aperceberam-se de que o contra-ataque alemão tinha forçado a retirada das tropas australianas para a linha da frente original.

No dia 19 de Julho, o general von Falkenhayn, o chefe do Estado-Maior, avaliou o ataque britânico como sendo uma longa e planeada ofensiva contra o 6.º Exército. No dia seguinte, quando ficou a ser conhecido o efeito do ataque, e quando foi apreendida uma ordem operacional do XI Corpo que descrevia a intenção limitada da operação, Falkenhayn deu ordem ao Corpo da Guarda de Reserva para retirar e juntar-se à frente do Somme. A Batalha de Fromelles infligiu algumas baixas do lado alemão, mas não foi conquistado nenhum terreno nem movimentou muitas tropas para o Somme. O ataque marcou a primeira acção da AIF na Frente Ocidental, e o Memorial de Guerra Australiano descreve a batalha como "as piores 24 horas em toda a história da Austrália".[2] Das 7 080 baixas do BEF, 5 533 eram da da 5.ª Divisão Australiana; os alemães perderam entre 1 600 a 2 000 homens, e foram feitos 150 prisioneiros

Notas

  1. Esta batalha tem diversas designações, incluindo Acção em Fromelles e Batalha de Fleurbaix. Ataque em Fromelles foi a designação escolhida pela Comissão de Nomenclatura de Batalhas britânica em 1922. Em alemão, é conhecida como Schlacht von Fromelles ("Batalha de Fromelles").[1]

Referências

BibliografiaEditar

Livros
Páginas da internet
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Fromelles
  Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.