Abrir menu principal
Batalha de Hamel
Frente Ocidental, Primeira Guerra Mundial
Hamel (AWM E02690).jpg
Data 4 de julho de 1918
Local Região, a leste de Amiens, no vale do Rio Somme, nordeste da França.
Desfecho Vitória Aliada
Beligerantes
Aliados: Flag of the German Empire.svg Império Alemão
Comandantes
Austrália John Monash
Austrália Ewen Sinclair-Maclagan
Flag of the German Empire.svg Georg von der Marwitz
Forças
+ 7 000 soldados ~ 5 600 soldados
Baixas
1 400 mortos ou feridos 2 000 mortos
1 600 capturados

A Batalha de Hamel (4 de julho de 1918) foi uma bem sucedida ofensiva feita pelo Exército Australiano e pelo Exército dos Estados Unidos, apoiados por tanques da infantaria britânica, contra posições das forças alemãs ao redor da cidade de Le Hamel, perto do Somme, no norte da França, durante a Primeira Guerra Mundial. O ataque foi comandando pelo tenente-general John Monash, comandante do Corpo Australiano e da Primeira Força Imperial.[1][2]

A luta em Hamel é considerada uma das primeiras "batalhas modernas" do século XX, devido ao promover novas táticas militares, como o uso de forças heterogêneas (com uso coordenado de infantaria, blindados e aviões), utilizando uma abordagem diferente de outras manobras utilizadas na Primeira Grande Guerra até então, que era focada principalmente em "ataques em onda humana". Todos os objetivos táticos dos Aliados foram conquistados em apenas 93 minutos (três a mais do que o general Monash havia calculado).[3]

A concepção e o resultado da ofensiva não pretendia alterar o curso da guerra, tendo como objetivo maior apenas controlar áreas chave ao longo da linha de frente, dentro do contexto dos ataques pontuais lançados pelos Aliados (as chamadas "penetrações pacíficas"). Contudo, a tomada de Hamel acabou por mostrar aos comandantes Aliados novas táticas e técnicas que, mais tarde, seriam implementadas na Ofensiva dos Cem Dias, que acabaria definitivamente por quebrar as linhas do exército alemão e por um fim no conflito.[4]

Referências

  1. Laffin, John (1999). The Battle of Hamel: The Australians' Finest Victory. East Roseville, New South Wales: Kangaroo Press. ISBN 0-86417-970-7 
  2. Baldwin, Hanson (1962). World War I: An Outline History. London: Hutchinson. OCLC 988365 
  3. Andrews, E.M.; Jordan, B.G. (1991). «Hamel: Winning A Battle». Journal of the Australian War Memorial. Abril: 5–12. ISSN 1327-0141 
  4. Richardson, Andrew (2011). «Hamel, 1918». Despatches Magazine: The Newsletter of the Australian Army History Unit (1): 32–37. OCLC 771957938 
  Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.