Batalha de Málaga (1937)

A Batalha de Málaga foi o ponto culminante de uma ofensiva no início da Guerra Civil Espanhola de 1937, por parte dos nacionalistas Italianos para eliminar a Segunda República Espanhola da província de Málaga durante a Guerra Civil Espanhola. A participação de marroquinos e tanques italianos do recentemente chegado Corpo Truppe Volontarie resultou em uma [[derrota] completa do Exército Republicano Espanhol e a capitulação de Málaga em menos de uma semana.

NacionalistasEditar

Uma força mista de 15.000 soldados nacionalistas (tropas coloniais marroquinas, Carlist membros da milícia ([[Requetés])),[1]e Soldados italianos participaram do ataque nacionalista em Málaga. Esta força foi comandada globalmente por Queipo de Llano. Os italianos, liderados por Mario Roatta e conhecidos como Blackshirts, formaram nove batalhões de armadilhas mecanizadas de cerca de 5.000 a 10.000[2]

  1. Jackson, Gabriel. The Spanish Republic and the Civil War, 1931-1939. Princeton University Press. Princeton. 1967. p. 343
  2. Jackson, Gabriel. The Spanish Republic and the Civil War, 1931-1939. Princeton University Press. Princeton. 1967. p. 343