Batalha de Saná (2014)


A Batalha de Saná marcou o avanço dos Houthis em Saná, a capital do Iêmen, e anunciou o início do controle armado do governo que se desenrolou nos meses seguintes. Os combates começaram em 9 de setembro de 2014, quando manifestantes xiitas sob o comando de Abdul-Malik al-Houthi marcharam para o gabinete do governo e foram atacados pelas forças de segurança, deixando sete mortos. Os confrontos aumentaram em 18 de setembro, quando quarenta foram mortos em um confronto armado entre os houthis liderados pelo comandante militar Mohammed Ali al-Houthi e apoiantes do partido extremista sunita Al-Islah, quando os houthis tentaram apoderar-se da Yemen TV,[4] e em 19 de setembro, com mais de 60 mortos em confrontos entre os combatentes houthis e os militares e policiais no norte de Saná. [5][6] Até 21 de setembro, os houthis capturaram a sede do governo, marcando a queda de Saná. [4][7]

Batalha de Saná (2014)
Guerra de Sa'dah
Sana.jpg
Cidade Velha de Saná
Data 16-21 de setembro de 2014
Local Saná, Iêmen
Desfecho Vitória decisiva dos Houthis
Beligerantes
Houthis Iémen Governo do Iêmen
Comandantes
Abdul-Malik al-Houthi
Mohammed Ali al-Houthi
Mohammed Abdul Salam
Iémen Abd Rabbuh Hadi
Iémen Mohammed Basindawa
Iémen Ali Mohsen al-Ahmar

Referências

  1. «Yemeni PM Mohammed Basindawa resigns amid deadly clashes in capital». Z News. 22 de setembro de 2014 
  2. Harb, Khalil (22 de setembro de 2014). «Houthis take Sanaa but refrain from coup». Al-Monitor 
  3. Ghobari, Mohammed (22 de setembro de 2014). «Houthis tighten grip on Yemen capital after swift capture, power-sharing deal». Reuters 
  4. a b Karasik, Theodore (23 de setembro de 2014). «The fall of Sanaa: What next for Yemen?». Al Arabiya 
  5. «60 Yemenis killed in Sanaa clashes: Source». Turkish Weekly. 19 de setembro de 2014 
  6. «Houthi protesters, Yemen police clash in Sana'a». IRIB World Service. 19 de setembro de 2014 
  7. «Yemeni PM resigns as government building falls to rebels». BBC News. 21 de setembro de 2014