Baviera-Landshut



Teilherzogtum Bayern-Landshut
Ducado da Baviera-Landshut
Wappen Bezirk Niederbayern.svg
1353 – 1503 Banner of Bavaria-München.svg
 
Wappen-neuburg.jpg

Bandeira de Baviera-Landshut

Bandeira

Localização de Baviera-Landshut
Continente Europa
Capital Landshut
Língua oficial alemão (Austro-Bávaro)
Governo Monarquia
Duque da Baviera-Landshut
 • 1347–1375 Estêvão II
 • 1375–1392 João II, Estêvão III e Frederico
 • 1392–1393 Frederico
 • 1393–1450 Henrique XVI
 • 1450–1479 Luís IX da Baviera
 • 1479–1503 Jorge, o Rico
História
 • 1353 Desagregação da Baixa Baviera
 • 1503 Anexado pela Baviera-Munique e pelo Palatinado-Neuburgo

A Baviera-Landshut (em alemão: Bayern-Landshut também designada como o Ducado da Baviera-Landshut em alemão: Herzogtum Bayern-Landshut), foi um ducado do Sacro Império Romano-Germânico surgido em 1353, após a partição da Baixa Baviera em três Teilherzogtum, e que existiu até 1503.

Entre 1363 e 1392, o Ducado da Baviera-Landshut compreendia um território mais extenso (incluía a Baviera-Munique e a Baviera-Ingolstádio mas não a Baviera- Straubing).

HistóriaEditar

Na sequência da morte do imperador Luís IV[1], ocorrida em 1347, veio a ser celebrado o Tratado landsberg (1349) que estipulava a repartição dos estados do imperador. Assim, os seus filhos, Estêvão, Guilherme e Alberto, governariam conjuntamente a Baixa Baviera e as possessões nos Países Baixos.

Quatro anos depois, a herança voltou a ser dividida pelo Tratado de Ratisbona (1353), que estipulava que Estêvão recebia o novo Ducado da Baviera-Landshut.[2] Em 1363 Estêvão tornou-se também Duque da Alta Baviera que foi então reunida à Baviera-Landshut. Após a morte de Estêvão os seus três filhos governaram o ducado conjuntamente. Mas, em 1392, a Baviera-Landshut foi dividida entre os três irmãos e a Baviera-Munique e Baviera-Ingolstádio foram desagregadas.

Em 1429 partes da Baviera-Straubing foram reunidas à Baviera-Landshut; em 1447 o mesmo aconteceu com toda a Baviera-Ingolstadt. A Baviera-Landshut era então a parte mais rica da Baviera, também pela exploração mineira em Rattenberg e Kitzbühel e pela sua moderna administração. Até 1475, a residência dos duques localizava-se no Castelo de Trausnitz, em Landshut, sendo depois transferida para o Castelo de Burghausen.[3]

O ducado durou cerca de 150 anos até que a morte de Jorge, o Rico, despoletou a Guerra da Sucessão de Landshut. No final da Guerra, em 1505, o território foi dividido entre o recém criado ducado do Palatinado-Neuburgo e a Baviera-Munique.[4] Kufstein e Kitzbühel foram cedidas a Maximiliano I, Sacro Imperador Romano-Germânico como compensação pelo seu apoio à Baviera-Munique, sendo essas cidades incorporadas no Tirol.

Lista dos DuquesEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Mapa da Baviera-Landshut em 1500

ReferênciasEditar

  1. além de imperador ele era também Duque da Baviera
  2. http://www.crwflags.com/fotw/flags/de-by_el.html#blh
  3. Bavarian Palace Department. "Burghausen" accessed 29 December 2013. http://www.burg-burghausen.de/englisch/castle/entsteh.htm
  4. "Die Förderer" e.V. Landshut. "Georg the Rich". Landshut Hochzeit 1475, accessed on December 29, 2013. http://www.landshuter-hochzeit.de/en/the-festival/the-historical-context/georg-the-rich.html

BibliografiaEditar

  • (em alemão) Orlop, Nikolaus - Von Garibald bis Ludwig III. - Verlag Heinrich Hugeldubel, Munique, 1979. ISBN 3-88034-032-3