Abrir menu principal
Beatriz de Frangepan
Princesa
Banessa da Croácia e Dalmácia
Duquesa da Eslavônia
Cônjuge João Corvino
Jorge, Margrave de Brandemburgo-Ansbach
Descendência Isabel Corvino
Cristóvão Corvino
Casa Frankopan
Hunyadi (por casamento)
Hohenzollern (por casamento)
Nascimento 1480
Morte 27 de março de 1510 (30 anos)
Pai Bernardin Frankopan
Mãe Luísa Marzano de Aragão

Beatriz de Frangepan (em croata: Beatrica Frankopan, em húngaro: Frangepán Beatrix; 1480c. 27 de março de 1510)[1][2] foi uma princesa croata. Ela foi banessa da Croácia e Dalmácia pelo seu primeiro casamento com João Corvino, e posteriormente, foi casada com Jorge, Margrave de Brandemburgo-Ansbach.

FamíliaEditar

Beatriz foi a quinta criança e a segunda filha nascida do diplomata Bernardin Frankopan, príncipe de Krk e Modruš e de sua esposa, Luísa Marzano de Aragão. Seus avós paternos eram Estêvão III Frankopan de Modruš e Isotta de Este, princesa de Ferrara. Os seus avós maternos eram João Francisco Marino Marzano, príncipe de Rossano, e a princesa Leonor de Aragão.

Ela teve sete irmãos: Cristóvão, conde de Veglia, Zengg e Modruš e ban da Croácia; Matias; João, arcebispo de Kalocsa e depois de Eger; Isotta; Maria Madalena; Fernando, bispo de Modruš, que depois resignou ao cargo, e Catarina.

BiografiaEditar

Beatriz casou-se com João Corvino, em Bihać, na atual Bósnia e Herzegovina, no ano de 1496. Ele era um filho ilegítimo do rei Matias I da Hungria e de sua amante, Barbara Edelpöck. O casamente resultou em dois filhos.

Após a morte do marido em 12 de outubro de 1504, ela herdou o Castelo de Corvin e passou a administrar as propriedades de seus filhos, Cristóvão e Isabel. Com a morte deles, possivelmente proveniente de envenenamento, em 1508, e depois em 1505, respectivamente, foi extinta a família Hunyadi.

Alguns anos depois, em 21 de janeiro de 1509, na cidade húngara de Gyula, a viúva casou-se com marquês Jorge, sobrinho do rei Ladislau II da Hungria, quem arranjou a união. Jorge era filho de Frederico I, Margrave de Brandemburgo-Ansbach e de Sofia da Polônia.

Em 6 de janeiro de 1511, o marquês recebeu a posse do castelo, da fortaleza de Lipova, hoje na Romênia, além de 252 vilas. Graças a herança de sua esposa, ele se tornou um dos mais ricos proprietários de terra da Hungria. [3]

A princesa faleceu em 27 de março de 1510, com cerca de 30 anos de idade.

DescendênciaEditar

De seu primeiro casamento:

  • Isabel Corvino (21 de dezembro de 1496 – 1508)
  • Cristóvão Corvino (8 de agosto de 1499 – 17 de março de 1505)

Referências