Beki Klabin

actriz brasileira

Beki Alfasso Klabin, mais conhecida como Beki Klabin (Istambul, 10 de setembro de 1921 - Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2000) foi uma socialite e atriz[1] brasileira que ficou famosa entre as décadas de 70 e 80.[2][3][4] Em alguns trabalhados no cinema e na televisão foi creditada também como Becky Klabin.[5]

Beki Klabin
Nome completo Beki Alfasso Klabin
Nascimento 10 de setembro de 1921
Istambul,
Turquia
Morte 20 de agosto de 2000 (78 anos)
Rio de Janeiro,
Brasil
Ocupação Socialite e atriz

BiografiaEditar

De origem turca, Beki nasceu em Istambul,[3] ainda pequena mudou-se com a família para o Brasil, fixando residência na cidade do Rio de Janeiro. Estudou com Bibi Ferreira, a qual a influenciou despertando o desejo em Beki de ser atriz.[4]

Beki teve muitas paixões, entre elas destacam-se os relacionamentos com o cantor Waldick Soriano[6] e o médico cirurgião plástico Hosmany Ramos.[4]

Começou a ficar famosa em 1971 quando participava do programa do Chacrinha[3] onde era jurada.[4][7] Foi nesse período que conheceu Soriano e no ano seguinte, 1972, desfilou pela escola de samba Portela. Na época foi considerada a primeira personalidade da mais alta sociedade a desfilar por uma escola de samba,[6] o que causou furor e a crítica rebateu como um escândalo. Já no auge de sua fama era referência em glamour e poder, despertando inspirações para Gilberto Braga que escreveu uma personagem, Stela, de acordo com a excentricidade da socialite, que veio a ser interpretada por Tônia Carrero,[3] na telenovela Água Viva na Rede Globo em 1980. Em uma de suas falas, dizia: “Assim como Stela, detesto praia. Mas mando o copeiro buscar a água do mar para jogar no meu corpo porque queima mais”.[4] Ainda nessa mesma telenovela recebeu o convite para participar.[5] Antes já havia participado de várias filmografias tanto na televisão como no cinema.[1]

Beki casou-se com o empresário Horácio Klabin, pertencente ao grupo Klabin do ramo de papel e celulose. Apesar de separarem,[3] Beki manteve o sobrenome e a amizade com o ex-marido que veio a falecer em 1996.[4] Com ele teve dois filhos, Cláudio Roberto Klabin e Paulo Eduardo Klabin.[7]

Foi considerada a dama da sociedade carioca na época, era de personalidade forte, de características excêntricas. Foi tida como uma irreverente socialite. Residiu em uma cobertura na avenida Vieira Souto, uma residência cheia de luxo em que promovia inúmeras festas e eventos, num lugar que já foi considerado o metro quadrado mais caro do mundo.[4] Faleceu aos 78 anos vítima de aneurisma cerebral.[2]

FilmografiaEditar

Ano Título Papel
1972 Paixão de Um Homem
1972 Tempo de Viver
1972 Roleta Russa
1972 O Grande Gozador
1973 Sentença de Deus
1973 Amor, Carnaval e Sonhos
1974 O Mau-Caráter
1980 Água Viva Becky

Referências

  1. a b «Becky Klabin was a Turkish actress». Consultado em 21 de abril de 2014 
  2. a b «Morre a socialite Beki Klabin». IstoÉ. 23 de agosto de 2000. Consultado em 21 de abril de 2014 
  3. a b c d e «Decana das socialites do Rio, Beki Klabin, que inspirou a personagem de Tonia Carrero na novela Água Viva, morreu aos 78 anos». Terra - IstoÉ Gente. Consultado em 21 de abril de 2014 
  4. a b c d e f g «Memorial da Fama - Beki Klabin». Memorial da Fama. Consultado em 21 de abril de 2014 
  5. a b «Memoria Globo - Água Viva». Memoria Globo. Consultado em 21 de abril de 2014 
  6. a b «A grande noite de Beki». Consultado em 21 de abril de 2014 
  7. a b «Klabins brigam por quadros sumidos». Estadão. 14 de agosto de 2009. Consultado em 26 de abril de 2014 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.