Abrir menu principal

Em sentido estrito, a expressão belas-artes se refere às artes plásticas.[1][2] Já em sentido amplo, "belas-artes" se refere ao conjunto formado por arquitetura, pintura, escultura, música, dança e teatro, literatura e cinema.[3] O conceito também pode se referir a uma estilização expressiva de cores e modos.

HistóriaEditar

O conceito de "belas-artes" surgiu no século XVIII[4] associado à ideia de que um certo conjunto de suportes e manifestações artísticas é superior aos demais. Até meados do século XIX, as academias classificavam as artes em basicamente dois tipos:

As belas-artes eram aquelas que, segundo o ponto de vista do período, possuíam a dignidade da nobreza. Já as artes aplicadas, devido ao fato de serem praticadas por trabalhadores, eram desvalorizadas. Assim, compunham as belas-artes: a pintura, a escultura, o desenho, a arquitetura.

Ver tambémEditar

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 245.
  2. Dicionário Escolar da Língua Portuguesa/Academia Brasileira de Letras. 2ª edição. São Paulo. Companhia Editora Nacional. 2008. p. 205.
  3. CHAUI, M. Filosofia ensino médio, volume único. São Paulo. Ática. 2005. p. 8.
  4. CHAUI, M. Filosofiaː ensino médio, volume único. São Paulo. Ática. 2005. p. 8.
  Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.