Disambig grey.svg Nota: Para rede de lojas de departamento, veja Bemol (lojas).

Bemol, na música, significa "mais baixo no tom". É o oposto de sustenido, que é um aumento de tom.

OrigemEditar

 
A nota bemol em clave de sol

O monge italiano Guido de Arezzo utilizou a letra de um hino em latim a São João Batista para nomear as notas musicais. Deste hino derivaram as respectivas nomenclaturas das notas Ré, Mi, Fá, Sol e Lá (Resonare fibris / Mira gestorum / Famuli tuorum / Solve polluti / Labii reatum), tendo o atual Si, conservado à época a nomenclatura de B mole (Si bemol) e B duro (Si natural). Muito anos depois, o B duro foi substituído pelas iniciais de São João Batista em latim, (Sancte Ioannes).[1]

No canto gregoriano o único cromático permitido é o da tonalidade de Fá maior, que é o B mole (Si bemol). O intervalo Fá-B duro (Fá-Si), considerado um verdadeiro percalço musical, foi chamado de diabolus in musica, dessa maneira, em vista a contornar tal problema, o B duro (Si natural) era reduzido em meio-tom e chamado de B mole, que originou o termo bemol e o conceito de diminuir meio tom.[2]

DefiniçãoEditar

Em notação de música, o bemol ( ) é uma alteração que diminui meio tom a uma nota musical. O símbolo afecta todas as notas que se lhe seguem no mesmo compasso ou até haver um bequadro (acidente que desfaz o efeito do sustenido ou do bemol), tornando a nota natural.

Em LaTeX, o símbolo   representa-se através do código \flat. O bemol pode também ser representado em Unicode '♭' (266D hexadecimal) .

Referências

  1. do Rêgo, Luís (1955) [1.ª pub. 1953]. Teoria Completa da Música. Rio de Janeiro: Editora Globo. p. 68 
  2. do Rêgo, Luís (1955) [1.ª pub. 1953]. Teoria Completa da Música. Rio de Janeiro: Editora Globo. p. 73 
Tonalidade 7
 
6 ♭
 
5 ♭
 
4 ♭
 
3 ♭
 
2 ♭
 
1 ♭
 

0
 
 
1
 
2 ♯
 
3 ♯
 
4 ♯
 
5 ♯
 
6 ♯
 
7 ♯
 
Escala maior: Dó♭ M Sol♭ M Ré♭ M Lá♭ M Mi♭ M Si♭ M M M Sol M M M Mi M Si M Fá♯ M Dó♯ M
Escala menor: Lá♭ m Mi♭ m Si♭ m m m Sol m m m Mi m Si m Fá♯ m Dó♯ m Sol♯ m Ré♯ m Lá♯ m