Benil Santos (Cabo Frio, 20 de novembro de 1931 - Maricá, 24 de setembro de 2012) foi um compositor, radialista, produtor musical e empresário brasileiro.[1]

Benil Santos
Informação geral
Nome completo Benil dos Santos
Nascimento 20 de novembro de 1931
Local de nascimento Cabo Frio, Rio de Janeiro
País  Brasil
Morte 24 de setembro de 2012 (80 anos)
Local de morte Maricá, Rio de Janeiro
Ocupação(ões) Compositor, radialista, produtor musical, empresário

Nascido no Rio de Janeiro, Benil Santos começou sua carreira em Minas Gerais, onde, inclusive, recebeu seu primeiro prêmio como locutor de rádio aos 15 anos de idade, quando trabalhava pela ZYL-9- Difusora de Carangola. Em 1957, a pedido do cronista Renato de Castro, foi contratado pela Rádio Mauá, do Rio de Janeiro, onde chegou a ocupar o cargo de Chefe do Departamento de Difusão da emissora. Também passou pela Rádio Mayrink Veiga e em 1958 se tornou diretor artístico da RGE Discos. Santos teve mais de 100 de suas composições gravadas por artistas, como Orlando Dias, Moacyr Franco, Elizeth Cardoso, Erasmo Carlos, Ângela Maria, Nelson Gonçalves, Maria Bethânia, Toquinho e Vinícius de Moraes.[2]

Notas e Referências

  1. «Biografia no Cravo Albin». dicionariompb.com.br. Consultado em 30 de junho de 2013 
  2. «BENIL SANTOS». Museu Brasileiro de Rádio e Televisão. Consultado em 12 de Junho de 2023 

Ligações Externas editar

  Este artigo sobre um músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.