Benjamin Meggot Forster

Benjamin Meggot Forster (Walbrook, perto de Londres, 16 de janeiro de 1764 – Walthamstow, 8 de março de 1829) foi um naturalista britânico.[1]

Benjamin Meggot Forster
Nascimento 16 de janeiro de 1764
Walbrook
Morte 8 de março de 1829 (65 anos)
Walthamstow
Cidadania Reino da Grã-Bretanha, Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda
Irmão(s) Edward Forster, Thomas Furly Forster
Ocupação botânico, micologista, empresário

TrabalhoEditar

Forster era um estudante de ciências, especialmente botânica e eletricidade. Executou muitos desenhos de fungos, comunicou várias espécies a James Sowerby, e em 1820 publicou, apenas com as iniciais, An Introduction to the Knowledge of Fungusses. Ele contribuiu com artigos para a Gentleman's Magazine sob várias assinaturas, e é creditado com oito contribuições científicas para a Philosophical Magazine no Catálogo da Royal Society.[1]

AtivismoEditar

Forster ingressou em 1791 no comitê da Sociedade para a Abolição do Tráfico de Escravos, assim como seu irmão Thomas Furly Forster.[2] Ele era um membro do comitê da Sociedade da Paz.[3]

Também se uniu a sociedades para difundir o conhecimento sobre as penas de morte, para dar refúgio aos indigentes e para reprimir a crueldade com os animais, sendo conscientemente contrário aos esportes de campo.[1]

ReferênciasEditar

  1. a b c   Stephen, Leslie, ed. (1889). «Forster, Benjamin Meggot». Dictionary of National Biography. 20. Londres: Smith, Elder & Co 
  2. van der Linden, Wilhelmus Hubertus (1987). The International Peace Movement, 1815–1874. Tilleul Publications. p. 19. ISBN 9789080013414
  3. society, Peace (1822). First annual report of the committee of the Society for the promotion of permanent and universal peace. Sixth (Seventh) annual report (em inglês). [S.l.: s.n.]