Abrir menu principal

Benjamim Mota, também grafado Benjamin Motta (nome completo Benjamim Franklin Silveira da Mota), foi um jornalista e anarquista nascido no Brasil, na cidade de Rio Claro, em São Paulo em 2 de janeiro de 1870, fundador do jornal anticlerical A Lanterna no ano de 1901.[1] Vindo de uma família de juristas, foi também advogado, formado pela faculdade de direito do Largo de São Francisco. Teve como amigos e colaboradores Neno Vasco e Edgard Leuenroth, entre outros libertários do início do século XX. Faleceu em 10 de dezembro de 1940.[2]

Referências

  1. Brito 2016, p. 33.
  2. Brito 2016, p. 29.

BibliografiaEditar

  • Brito, Rose Dayanne Santos de (2016). No Rastro de Benjamim Mota: A Defesa das Leis Sociais e Direitos Políticos na Primeira República (1901-1904). Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina 
  Este artigo sobre a biografia de um anarquista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.