Abrir menu principal

Bento Fernandes, município no estado do Rio Grande do Norte (Brasil). De acordo com o censo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano 2016, sua população é de 5.493 habitantes. Área territorial de 335 km².

Município de Bento Fernandes
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Gentílico bentofernandense
Prefeito(a) Paulo Marques de Oliveira Junior (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Bento Fernandes
Localização de Bento Fernandes no Rio Grande do Norte
Bento Fernandes está localizado em: Brasil
Bento Fernandes
Localização de Bento Fernandes no Brasil
05° 41' 38" S 35° 49' 12" O05° 41' 38" S 35° 49' 12" O
Unidade federativa Rio Grande do Norte
Região intermediária

Natal IBGE/2017[1]

Região imediata

Natal IBGE/2017[1]

Municípios limítrofes Poço Branco, João Câmara, Taipu, Ielmo Marinho, Santa Maria e Riachuelo
Distância até a capital 94 km
Características geográficas
Área 301,075 km² [2]
População 5 493 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 18,24 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,582 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 23 896,553 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 632,91 IBGE/2008[5]

O município foi emancipado de Taipu através da Lei nº 2.353, de 31 de dezembro de 1958. Limita-se com João Câmara (norte), Poço Branco (leste), Riachuelo, Santa Maria e Ielmo Marinho (sul), Caiçara do Rio do Vento e Jardim de Anjicos (oeste). Desde 25 de junho de 1963 pela lei estadual 2889 possui o distrito de Belo Horizonte.[6]

A sede do município está a 5° 41’ 38” de latitude sul e 35° 49’ 11” de longitude oeste. A altitude é de 111 m acima do nível do mar e a distância rodoviária até a capital é de 88 km. A pluviosidade média aferida no município, segundo o IDEMA é de 522,5 mm.

Ainda de acordo com o IDEMA, o solo da região é do tipo podzólico vermelho amarelo equivalente eutrófico abrúptico plínthico e planossolo solódico.

O solo tem aptidão regular para lavouras e para pastagem plantada. Terras aptas para culturas especiais de ciclo longo, tais como algodão arbóreo, sisal, caju e coco.

Índice

EconomiaEditar

De acordo com dados do IPEA do ano de 1996, o PIB era estimado em R$ 1,65 milhões, sendo que 50,7% correspondia às atividades baseadas na agricultura e na pecuária, 1,4% à indústria e 47,9% ao setor de serviços. O PIB per capita era de R$ 358,29.

Em 2002, conforme estimativas do IBGE, o PIB havia evoluído para R$ 9,657 milhões e o PIB per capita para aproximadamente R$ 1.985,00.

Produção agrícolaEditar

IBGE (2003)
Lavoura Quantidade produzida (ton.) Valor da produção (R$ mil) Área plantada (ha.) Área colhida (ha.) Rendimento médio (kg/ha.)
Algodão herbáceo (em caroço) 104 83 160 160 650
Castanha-de-caju 26 23 100 100 260
Coco-da-baía 53 (mil frutos) 16 15 15 3.533 frutos/ha.
Feijão (em grão) 336 202 840 840 400
Mandioca 3.600 720 450 450 8.000
Milho (em grão) 360 18 600 600 600

PecuáriaEditar

IBGE (2003)
Rebanho Efetivo (cabeças)
Bovino 6.292
Suíno 813
Eqüinos 137
Asininos (jumentos) 233
Muares (mulas) 63
Ovinos 1.274
Galinhas 3.760
Galos, frangas, frangos e pintos 5.100
Caprinos 1.428
Vacas ordenhadas 2.128
IBGE (2003)
Gênero Produção
Leite de vaca 1.226 (mil litros)
Ovos de galinha 24 (mil dúzias)

Dados estatísticosEditar

EducaçãoEditar

IBGE (2003)
Ensino Alunos matriculados Professores
Fundamental 1.393 69
Médio 284 11

Índice de Desenvolvimento HumanoEditar

PNUD (2000)
IDH 1991 2000
Renda 0,393 0,458
Longevidade 0,548 0,594
Educação 0,503 0,683
Total 0,481 0,579[2]

Saneamento urbanoEditar

IBGE (2000)
Serviço Domicílios (%)
Água 96,1%
Esgoto sanitário 0,2%
Coleta de lixo 88,8%

SaúdeEditar

NotasEditar

  1. Índice de analfabetismo comparável ao da Índia (32º mais alto).
  2. IDH de nível médio, comparável ao de Myanmar (129º do mundo).
  3. Mortalidade infantil comparável à de Laos (28ª mais elevada).
  4. Esperança de vida comparável à de Myanmar (143ª).

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 29 de março de 2019 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 4 de setembro de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Bento Fernandes» (PDF). Consultado em 19 de janeiro de 2010 

Ligações externasEditar