Abrir menu principal

Vida e obraEditar

Filho de Morris e Eva Halperin, nascida Teplitsky. Em 1961 formou-se na Universidade Harvard, com mestrado em 1963 pela Universidade da Califórnia em Berkeley. Foi pesquisador visitante na Universidade de Princeton, de 1964 a 1965. Doutorado em 1965, orientado por John Hopfield). Em seguida fez Pós-Doutorado na Escola Normal Superior de Paris, e de 1966 a 1976 foi pesquisador do Bell Labs. Desde 1976 é professor na Universidade Harvard. Foi diretor científico do Center for Imaging and Mesoscale Systems (CIMS), de 1994 a 2004.

Halperin trabalha na área de física da matéria condensada e física estatística. Interessa-se por sistemas eletrônicos bidimensionais a baixas temperaturas e fortes campos magnéticos, os denominados sistemas quânticos de Hall (→ efeito quântico de Hall)[1]. Investigou juntamente com David Nelson processos de fundição bidimensionais (fase hexática) e fizeram predições, experimentalmente constatadas posteriormente por Pindak et al[2][3]. Outros interesses de pesquisa são: supercondutividade, processos de transporte em sistemas não-homogêneos e ressonância magnética nuclear em meios porosos. Anteriormente trabalhou com antiferromagnetismo quântico em uma e duas dimensões, propriedades de vidro a baixas temperaturas e fenômenos dinâmicos próximos a uma mudança de fase.

Foi presidente da 24ª Conferência de Solvay, em 2008.

CondecoraçõesEditar

Membro de sociedadesEditar

Referências

  1. Statistics of quasiparticles and the hierarchy of fractional quantized Hall states. In: Physical Review Letters. 52:1583, 1984.
  2. Com David Nelson: Theory of Two-Dimensional Melting. In: Physical Review Letters. 41:121–124, 1978.
  3. R. Pindak et al.: X-Ray Observation of a Stacked Hexatic Liquid-Crystal B Phase. In: Physical Review Letters. 46:1135, 1981.

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar