Abrir menu principal

Beto Barbosa

Músico
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2012). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Beto Barbosa
Beto Barbosa (esquerda) ao lado do cantor Durval Lélys (direita) vocalista do Asa de Águia em 2009.
Informação geral
Nome completo Raimundo Roberto Morhy Barbosa
Também conhecido(a) como "Rei da Lambada"
Nascimento 27 de fevereiro de 1957 (62 anos)
Origem Belém, Pará Pará
País  Brasil
Gênero(s) lambada, zouk
Gravadora(s) Continental, Warner Music, Copacabana, Atração, BB Record
Página oficial betobarbosa.com.br/

Raimundo Roberto Morhy Barbosa (Belém, 27 de fevereiro de 1957), mais conhecido como Beto Barbosa, é um cantor e compositor brasileiro de ascendência libanesa.

Considerado o Rei da Lambada, surgiu na década de 1980. Famoso compositor de "Adocica", um de seus grandes sucessos que vendeu cerca de três milhões de cópias. Ao longo de sua carreira, gravou 10 LPs e 11 CDs. Ganhou diversos prêmios, como o Troféu Imprensa.

CuriosidadesEditar

  • Mora atualmente em Fortaleza.
  • O grande ídolo de Beto Barbosa é o cantor Roberto Carlos. Porém seu gosto musical é bastante eclético. Beto aprecia desde a música clássica até a MPB. Raimundo Fagner, Belchior e Tim Maia são também alguns dos títulos que não podem faltar em sua discoteca.
  • Bitos e Betos foi um dos primeiros empregos de Beto Barbosa.
  • Beto Barbosa foi o único artista do Norte do Brasil a ganhar o Troféu Imprensa de melhor cantor, título que dividiu na época com o cantor José Augusto, em votação realizada por Silvio Santos em 1991.
  • O programa Fantástico, da Rede Globo, chegou a apresentar 3 clipes de Beto Barbosa. Em um deles, Beto se apresentava no Mangueirão, em Belém, quando foi registrado o maior público de toda a história do Pará.
  • O disco “Preta”, lançado em 1990, foi recorde de vendas e Beto era autor de todas as músicas.
  • Beto Barbosa foi recorde de público, até hoje, em sua apresentação no Espaço Cultural, em João Pessoa.
  • No dia 8 de outubro de 2010, morreu sua filha Monique aos 28 anos, no Pará. Ela foi vítima de uma bactéria misteriosa que atacou seu pulmão. Estava em coma há 23 dias.
  • Em 27 de Janeiro de 2017 foi preso após uma discussão em um supermercado em Fortaleza, por uma possível confusão com o segurança[1].

Referências

  1. Barbosa, Beto (27 de janeiro de 2017). «Beto Barbosa é levado para delegacia após confusão em supermercado». Globo.com. Consultado em 27 de janeiro de 2017 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.