Abrir menu principal

Biblioteca Municipal de Viana do Castelo

Biblioteca Municipal de Viana do Castelo
Biblioteca Municipal de Viana do Castelo
País Portugal Portugal
Estabelecida 2008
Localização Viana do Castelo
Vista parcial do novo edifício da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo

A Biblioteca Municipal de Viana do Castelo foi desenhada por Álvaro Siza Vieira e está localizada no extremo nascente da Praça da Liberdade, na zona ribeirinha de Viana do Castelo, em plena marginal (Google Maps).

HistóriaEditar

Desde a sua fundação, em 1888, a biblioteca conheceu seis "moradas", estando agora voltada ao rio Lima e que, para muitos, é um misto de obra de arte com um espaço para leitura.

O novo edifício começou a ser construído em Janeiro de 2004 e foi inaugurado em 20 de Janeiro de 2008, no âmbito das comemorações dos 750 anos de outorga do Foral a Viana. Custou cerca de 4,5 milhões de euros e obrigou à transferência de mais de 90 mil volumes a partir das "exíguas" instalações anteriores, na rua Cândido dos Reis, entre os edifícios da Repartição de Finanças e da autarquia.

ArquitecturaEditar

A nova Biblioteca Municipal de Viana do Castelo tem uma área total de 3130 metros quadrados, divididos por dois pisos. O volume da biblioteca é de cerca de 1850 metros quadrados, com um vazio central, no piso térreo, permitindo a vista sobre o rio Lima a quem se encontra a norte da estrutura obtida pela elevação do primeiro andar. Contempla uma sala de trabalho, secção multimédia, vídeo e áudio, várias zonas de leitura, uma área para o Centro de Informação e Documentação Europeia, e outra para auto-formação de adultos e aprendizagem à distância.

No piso inferior, ficam instalados serviços técnicos, gabinetes de trabalho e de consulta de especialidade, áreas de depósito e de atendimento.

No piso superior da nova infraestrutura ficam as três salas principais de leitura, designadamente a Sala Luís de Camões. As outras duas salas foram baptizadas com os nomes de José Saramago e de Fernando Pessoa.

Os mais novos contam também com um espaço próprio, que não colide com a restante área de leitura, com uma sala do conto, atelier de expressão e zonas de leitura própria.

O edifício foi construído em betão branco, que recobre uma complexa estrutura em ferro, sendo a base em granito.

O espólio é constituído por cerca de cem mil livros e documentos do Município de Viana do Castelo, e dividido em três fundos: o de livros de consulta livre, o de periódicos e o de colecções mais antigas, este de acesso mais limitado.