Biblioteca Pública do Amazonas

biblioteca na cidade brasileira de Manaus, Amazonas

A Biblioteca Pública do Amazonas[2] está localizada no Centro da cidade de Manaus, capital do estado do Amazonas. Fundada em 1871, é a mais antiga biblioteca pública no estado e a maior em número de acervos.

Biblioteca Pública do Amazonas
Biblioteca Pública do Amazonas
Palácio sede da Biblioteca
País  Brasil
Tipo Pública estadual
Estabelecida 19 de março de 1871 (153 anos)
Localização Manaus, AM
Coordenadas 3° 08′ 03,6″ S, 60° 01′ 24″ O
Acervo
Tamanho 375 000[1]
Acesso e uso
Requisitos de acesso Cadastro de leitores, frequentadores e admiradores usuários.
População servida Aberta ao público
Website cultura.am.gov.br

Na biblioteca estão obras raras, periódicos antigos, material acadêmico extenso, além de ser um dos lugares mais belos do Centro de Manaus para visitar para estudar. A Biblioteca Pública do Amazonas está localizada mais precisamente na Rua Barroso, esquina com a Avenida Sete de Setembro. O edifício-sede da biblioteca foi construído no período de 1904 e 1912, e, desde lá, coleciona muitos fatos marcantes, como o incêndio que quase o destruiu, em 1945. Reconstruído dois anos depois, o lugar recebeu uma restauração parcial em 1985 e uma mais completa em 2013, quando abriu novamente ao público.[3]

No Salão Lourenço Pessoa, no segundo andar, é possível encontrar uma coleção de mais 30 mil jornais, que datam até 1886 e que podem ser consultados. Também no segundo andar, há o salão Maria Luiza de Magalhães Cordeiro onde está a Gibiteca, com uma variedade de quadrinhos infanto-juvenis, e o Telecentro, onde o visitante pode usar a internet para estudos.[3]

Ainda no segundo andar, no centro do hall superior, existe afixado um quadro: “A Redempção do Amazonas”, de Aurélio de Figueiredo. A obra fala da abolição da escravatura no Amazonas.[4]

História editar

 
A Biblioteca Pública do Amazonas (ca. 1900)
 
Entrada da Biblioteca Pública do Amazonas

Fundada em 19 de março de 1871,[5] inicialmente funcionou num prédio onde existia um liceu e era apenas uma sala de leitura. Contava com apenas 1200 volumes. Em 1883, já com 3000 volumes passou a funcionar na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e, em 1887 foi transferida para o Colégio Dom Pedro II, o Colégio Estadual.

No governo de Eduardo Gonçalves Ribeiro, em 1895, o governador alugou uma casa na rua Guilherme Moreira onde pôs a biblioteca para funcionar. Dois anos depois, no governo de Fileto Pires a biblioteca foi extinta.

O prédio da atual biblioteca pública de Manaus, localizado na rua Barroso, nº 57 começou a ser construído no governo de Antônio Constantino Nery. Foi inaugurada no dia 5 de outubro de 1910. O prédio possui estilo neoclássico. As escadas e as colunas vieram da Escócia, o boleão de mármore, os lustres de cristal e a claraboia de telhas vieram da Inglaterra. No início, a biblioteca era frequentada pela elite cultural e social da época. Professores, advogados, médicos, magistrados, sacerdotes e comerciantes. Nesta época seu acervo contava com valiosas e raras enciclopédias.

Com a estagnação econômica em que mergulhava o Amazonas, em consequência da queda dos preços da borracha, a Biblioteca sofreu um grande abalo, sem poder renovar seu acervo e adquirir novas obras. Na madrugada de 22 de agosto de 1945, um incêndio destruiu completamente o patrimônio da Biblioteca. Apenas 60 livros que se encontravam em uma exposição, fora do prédio, foram salvos.

O governador Álvaro Botelho Maia reinaugurou o prédio com um acervo de 45 000 volumes, o próprio Álvaro Maia doou 2.500 volumes à biblioteca. Os demais vieram de doações voluntárias.

Desde que foi inaugurada, a biblioteca já passou por quatro reformas, tanto na estrutura como na conservação de seu acervo.

É muito frequentada por todas as classes sociais. Estudantes, pesquisadores e professores fazem uso de seu acervo. A biblioteca também tem um grande acervo de jornais antigos que estão disponíveis à consulta.

Ver também editar

Referências

  1. «Biblioteca Pública reabre após quase cinco anos em restauro, no AM». G1. 31 de janeiro de 2013. Consultado em 12 de novembro de 2019 
  2. «Biblioteca Pública do Amazonas». Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas. Consultado em 11 de novembro de 2019 
  3. a b «Biblioteca Pública do Amazonas». Portal Cultura Amazonas. Consultado em 11 de novembro de 2019 
  4. https://cultura.am.gov.br/espacos-culturais/bibliotecas/biblioteca-publica/
  5. «Bibliotecas de Artes». Viva Manaus. Consultado em 11 de novembro de 2019