Big Brother (reality show)

 Nota: Se procura personagem de George Orwell, veja Grande Irmão. Se procura especificamente a versão brasileira do Big Brother, veja Big Brother Brasil. Se procura especificamente a versão portuguesa do Big Brother, veja Big Brother (Portugal).

Big Brother é uma franquia de reality show neerlandesa criada por John de Mol. Foi transmitida pela primeira vez nos Países Baixos em 1999 e posteriormente distribuída internacionalmente.[1] O programa apresenta concorrentes que moram juntos em uma casa especialmente construída e isolada do mundo exterior. Desde 5 de agosto de 2023 (2023 -08-05), já foram feitas versões do Big Brother em mais de 63 países e regiões franqueadas.

Big Brother
Big Brother (reality show)
Logotipo internacional do programa entre 1999 e 2018
Informação geral
Formato reality show
Criador(es) John de Mol
País de origem Países Baixos
Idioma original neerlandês
Exibição
Emissora original Endemol
Transmissão original 1999 – presente

O nome é inspirado no Grande Irmão do romance Mil Novencentos e Oitenta e Quatro de George Orwell[2] e os moradores são monitorados continuamente durante sua estadia na casa por câmeras ao vivo, bem como por microfones. Em intervalos regulares, os moradores nomeiam colegas que desejam expulsar de casa.[3] Ao longo da competição, eles são eliminados (geralmente semanalmente) até que apenas um permaneça e ganhe o prêmio em dinheiro.

Notícias do mundo exterior podem ocasionalmente ser dadas como recompensa. Além disso, notícias de eventos extraordinários podem ser fornecidas aos participantes se tal informação for considerada importante. Tais exemplos notáveis do passado incluem os resultados de eleições nacionais,[4][5] os ataques de 11 de setembro[6] e a pandemia de COVID-19 .[7][8][9][10]

Versões

editar
 
Mapa mundial com as diferentes versões de Big Brother:
  Com franquias próprias
  Parte do Big Brother Africa
  Parte do Big Brother Angola e Moçambique; também faz parte do Big Brother Africa
  Com franquias individuais; Também faz parte do Big Brother Africa
  Parte do Big Brother: الرئيس
  Parte de Gran Hermano del Pacífico
  Com franquias individuais; também faz parte do Gran Hermano del Pacífico
  Parte de Veliki brat
  Com franquias individuais; também faz parte do Big Brother da Escandinávia

Lusofonia

editar
Brasil

Big Brother Brasil (frequentemente abreviado como BBB) é a versão brasileira do reality show neerlandês Big Brother, produzida e exibida pela TV Globo. Sua primeira edição iniciou em 29 de janeiro de 2002, com uma segunda temporada sendo exibida no mesmo ano. A partir da terceira edição, passou a ser anual. Atualmente, o BBB é exibido de janeiro até final de abril, e tem apresentação de Tadeu Schmidt e direção geral de Rodrigo Dourado, sob a direção de núcleo de Boninho.

O programa consiste no confinamento de um número variável de participantes de diferentes origens, idades, profissões, personalidades e pontos de vista, em uma casa cenográfica, sendo vigiados por câmeras 24 horas por dia e privados de conexão com o mundo exterior e dos meios de comunicação de massa (como jornais, telefones, televisão e internet) por cerca de três meses. Tais participantes são escolhidos pela produção do programa, mas podem optar por querer ou não entrar na casa e têm o direito de desistir a qualquer momento do programa. Além da convivência, em cada semana os confinados enfrentam provas de sorte, habilidade, inteligência e resistência, e dois ou três participantes (às vezes até quatro participantes) são indicados pelos companheiros de jogo para enfrentar o voto popular, onde o público decide quem é eliminado do programa. Os participantes têm como objetivos vencer as provas, angariar a simpatia dos telespectadores, superar as eliminações semanais e permanecer na casa até o último dia, quando o público definirá quem será o ganhador do grande prêmio final entre os finalistas.[11]

No Brasil, além das transmissões diárias na TV Globo e de flashes esporádicos no canal por assinatura Multishow, é exibido em pay-per-view (PPV), com câmeras filmando integralmente a rotina dos participantes, em várias operadoras de televisão por assinatura. Na internet, é exibido pelos Canais Globo para os assinantes do PPV e no Globoplay para os assinantes do Globo.com.

No décimo paredão [12] do Big Brother Brasil 20, foi constatada a maior votação do programa e de reality shows no mundo, com exatos 1 532 944 337 votos na disputa entre os participantes Felipe Prior, Manu Gavassi e Mari Gonzalez.[13][14][15] Tal feito entrou para o Guinness World Records como "a maior quantidade de votos do público conseguidos por um programa de televisão".[16] O recorde também foi mencionado no Jornal Nacional, além de ter sido matéria na revista eletrônica estadounidense Variety.[17][18]
Portugal

Big Brother é a versão portuguesa do formato holandês do reality show Big Brother, produzido pela Endemol Shine Iberia e exibido pela TVI e TVI Reality.

O programa baseia-se num número variável de pessoas anónimas que não se conhecem uns aos outros (ou famosos que no entanto poderão se conhecer) e fecham-se por, aproximadamente, quatro meses (dois meses, no caso das edições com famosos) numa casa isolada do exterior, sendo proibido o contacto com o mundo fora, enquanto são gravados 24 horas ao dia por câmaras e cada um dos concorrentes têm um microfone que não devem tirar. O formato foi criado pelo empresário holandês John de Mol e desenvolvido pela sua própria produtora.[19][20][21]

Controvérsias

editar

Jurídicas

editar

Em abril de 2000, a Castaway, uma produtora independente, entrou com uma ação judicial contra John de Mol e Endemol por roubarem os conceitos de seu próprio programa chamado Survive!, um reality show onde os competidores são colocados em uma ilha deserta e precisam cuidar de si mesmos sozinhos. Esses competidores também eram filmados por câmeras ao seu redor.[22] Posteriormente, o tribunal rejeitou a ação movida por Castaway contra de Mol e Endemol. O formato do reality show foi posteriormente transformado em Survivor.[23]

Em 2000, o espólio de George Orwell processou a CBS Television e a Endemol por violação de direitos autorais e marca registrada, alegando que o programa infringia o romance 1984 e suas marcas registradas. Após uma série de decisões judiciais adversas aos réus (CBS e Endemol), o caso foi resolvido por uma quantia não revelada na noite do julgamento.[24][25][26][27][28]

Agressões sexuais

editar

Houve três ocorrências documentadas de possível estupro acontecendo durante o programa. No Big Brother África do Sul, um colega de casa foi acusado de abusar de outra participante enquanto ela dormia. Os dois foram filmados se beijando e abraçando na cama antes que as câmeras se afastassem e o homem alegasse aos colegas de casa no dia seguinte que ele teve relações sexuais com a competidora. No entanto, a mulher ficou aparentemente chocada com as alegações e informou aos colegas de casa que não tinha consentido em ter relações sexuais com ele (ao abrigo da lei sul-africana, este ato seria constituído como estupro). Este colega de casa foi expulso imediatamente após o surgimento das acusações e mais tarde foi preso.[29]

No Big Brother Brasil, muitos telespectadores relataram que assistiram a um participante supostamente abusar de uma colega de casa enquanto ela estava desmaiada e bêbada após uma "festa com bebidas alcoólicas". Logo em seguida, a Polícia Federal entrou na casa e prendeu o infrator, que posteriormente foi proibido de aparecer novamente no programa.[30]

Além disso, um incidente de agressão sexual ocorreu no Big Brother Australia em 2006, durante a sexta temporada do programa. O competidor Michael "John" Bric segurou a colega Camilla Severi em sua cama enquanto um segundo homem, Michael "Ashley" Cox, "deu um tapa" no rosto dela com seu pênis, um ato indecente ilegal sob a lei australiana.[31]

Referências

  1. Drotner, Kirsten. «New Media, New Options, New Communities?» (PDF) (PDF). Nordicom. Consultado em 23 de maio de 2014. Arquivado do original (PDF) em 9 de outubro de 2022 
  2. Drotner, Kirsten. «New Media, New Options, New Communities?» (PDF) (PDF). Nordicom. Consultado em 23 de maio de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 9 de outubro de 2022 
  3. «Big Brother». Endemol. Consultado em 23 de maio de 2014 
  4. «Julie tells Big Brother houseguests that Trump won.». Big Brother – Youtube. Arquivado do original em 23 de novembro de 2021 
  5. «Big Brother Housemates learn of 2017 UK Election». Arquivado do original em 23 de novembro de 2021 – via YouTube 
  6. «#18 – 9/11». Arquivado do original em 23 de novembro de 2021 – via YouTube 
  7. «Big Brother Canada 8 Houseguests Learn About Seriousness of COVID-19». Global TV – Youtube. Arquivado do original em 23 de novembro de 2021 
  8. «Big Brother Canada 8 Houseguests Get an Update on COVID-19 Pandemic». Global TV – Youtube. Arquivado do original em 23 de novembro de 2021 
  9. «Big Brother Canada 8 Houseguests Learn That Show is Over Early Due to COVID-19 Pandemic». Global TV – Youtube. Arquivado do original em 23 de novembro de 2021 
  10. «Coming up: COVID 19 stops the game». bigbrotherau – Youtube. Arquivado do original em 23 de novembro de 2021 
  11. BBB 24, Enquete BBB-Votar. «Quem deve ganhar: Davi, Isabelle ou Matteus?». Enquete BBB - Votar BBB 24. Consultado em 15 de abril de 2024 
  12. BBB 24, Enquete BBB-Votar. «Quem você quer eliminar do BBB 24?». Enquete BBB - Votar BBB 24. Consultado em 12 de fevereiro de 2024 
  13. «BBB20 bate marca histórica com mais de 1 bilhão de votos em um único Paredão». Gshow. Consultado em 31 de março de 2020 
  14. «Recorde de votação: BBB20 tem mais de 1,5 bilhão de votos no décimo Paredão». Gshow. Consultado em 31 de março de 2020 
  15. «BBB20 bate novo recorde de votação». Gshow. Consultado em 30 de março de 2020 
  16. Stephenson, Kristen (25 de abril de 2020). «Big Brother Brasil takes American Idol's record for most public votes». Guinness World Records. Consultado em 27 de abril de 2020 
  17. Fuente, Anna Marie (2 de abril de 2020). «'Big Brother Brazil' Hits 1.5 Billion Vote Milestone (EXCLUSIVE)» (em inglês). Consultado em 2 de abril de 2020 
  18. «BBB20 no Jornal Nacional! Ao vivo, William Bonner comenta sobre o recorde de votos do paredão». UOL. Consultado em 1 de abril de 2020 
  19. Raquel Lito (20 de abril de 2020). «Big Brother está de volta: concorrentes em quarentena e prémio em aberto». Sábado 
  20. «John de Mol – the brains behind Big Brother and Deal Or No Deal» (em inglês). Cityam. 12 de março de 2015 
  21. «SIC segura o leme, TVI segue na estreia». Meios & Publicidade. 8 de setembro de 2000 
  22. «Geldof's Big Brother battle». BBC News. 20 de abril de 2000. Consultado em 23 de maio de 2014 
  23. «Blow for mogul's Big Brother claim». BBC News. 24 de agosto de 2000. Consultado em 23 de maio de 2014 
  24. Estate of George Orwell v. CBS, et al. 00-C-5034 (N.D. Ill.)
  25. Variety, "Orwellian Suit Socks 'Brother", 5 September 2000
  26. The Times of London, "US Big Brother Is Sued over 1984 Link", 6 September 2000
  27. New York Post, "CBS Loses 'Bro Battle', 4 de janeiro de 2001
  28. Chicago Tribune, "CBS, Orwell Estate Settle 'Big Brother' Lawsuit", 28 September 2001.
  29. Paterson, Mark. «Big Brother's South African rape horror show». The Week. Dennis Publishing. Consultado em 12 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 9 de janeiro de 2015 
  30. Phillips, Tom (17 de janeiro de 2012). «Big Brother Brazil contestant questioned over alleged rape». The Guardian. Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  31. «How Big Brother's Infamous Turkey Slap Incident Changed Reality TV Forever». 5 de abril de 2018