Abrir menu principal
Big Show SIC
Informação geral
Formato Talk show
Duração ± 240 minutos
Criador(es) Ediberto Lima
País de origem Portugal Portugal
Idioma original português
Produção
Apresentador(es) João Baião
Jorge Gabriel
José Figueiras
Exibição
Emissora de televisão original SIC
Transmissão original 26 de março de 1995 - 3 de junho de 2001
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 316

O Big Show SIC foi um programa semanal exibido no canal de televisão português SIC entre 26 de março de 1995 e 3 de junho de 2001 com a duração de aproximadamente três horas, no total de 316 programas. O programa foi criado por Ediberto Lima. Numa estação de serviço, na auto-estrada, reparou num expositor de cassetes. É então que pergunta à pessoa que o acompanhava quem era aquela gente. Quim Barreiros, Nel Monteiro, Ágata. A resposta abriu todos os horizontes a Ediberto. 'Eles vendem muito bem, mas são considerados meio populares e o lobbie de sempre não os leva à televisão'.

Se eles vendem na região significa que vão vender na televisão'. Apresentado por João Baião, ator descoberto num espetáculo de Filipe La Féria, o 'Big Show SIC' consegue vencer a única batalha que faltava à SIC – derrotar a audiência do Parabéns de Herman José. [1]

  • O programa incluía atuações de vários artistas populares, rábulas e concursos.
  • Já no fim de vida do programa foi introduzida a personagem Topo Gigio.

SinopseEditar

O Big Show SIC é um programa semanal que consiste em atuações de vários artistas nacionais de um estilo de música que, por influência do cantor Emanuel (frequente convidado do programa), passou a ser chamado "pimba". Já no fim de vida do programa foi introduzida a personagem Topo Gigio, o rato italiano baseado num programa infantil emitido na estação de TV italiana RAI.

ApresentadoresEditar

ElencoEditar

  • Dj Pantaleão
  • Topo Gigio
  • Alfredo Martins Aka Gaio
  • Macaco Adriano - foi parte integrante do programa, participando numa rábula onde um anónimo cantava uma canção, se a prestação do pseudo-cantor fosse má, o Macaco levava-o às costas para fora do estúdio.[carece de fontes?]

Frases célebresEditar

  • "AI! EU TOU MALUCO!", Público e DJ Pantaleão
  • "Dona Albertina, não vá fazer já o seu xixizinho", João Baião

PassatemposEditar

  • Cidade contra Cidade
  • Sabe Tudo
  • Olá Princesa
  • Jô Baião

Ligações externasEditar

Referências