Abrir menu principal
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCarará
Taxocaixa sem imagem
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Suliformes[1]
Pelecaniformes
Família: Anhingidae
Género: Anhinga
Espécie: A. anhinga
Nome binomial
Anhinga anhinga
(Linnaeus, 1766)

Anhinga anhinga (L.), conhecido popularmente como carará, biguatinga, anhinga, arará, meuá, miuá e muiá, é uma ave suliforme anhingídea que habita os rios e lagoas desde o Sul dos Estados Unidos até ao Norte do Chile e da Argentina.[2]

EtimologiaEditar

"Carará" originou-se do termo tupi kara'rá[2]."Biguatinga" originou-se dos termos tupis mbi gwa (pé redondo)[3]. e tinga (branco)[4]. "Anhinga" originou-se do tupi a'ñinga[5]. "Meuá" e "miuá" se originaram do tupi miu'á.[6][7]

CaracterísticasEditar

A espécie apresenta dimorfismo sexual, sendo o macho preto e a fêmea mais coldorida, com a cabeça, pescoço e peito cinza-amarelados, as rêmiges do braço e as coberteiras superiores das asas marginadas de cinzento ou dessa cor e a ponta da cauda branca. Os cararás têm comprimento médio de cerca de 85 centímetros e 120 centímetros de envergadura nas asas.

As penas do carará não são impermeáveis como as dos patos e não segregam óleo que mantenha a água à distância. Em consequência, as penas podem armazenar quantidades de água que provocam a má flutuação do animal. Esta característica é no entanto uma vantagem, visto que permite ao carará um mergulho mais eficiente debaixo d'água. Tal como os outros membros da família Anhingidae, o carará caça durante mergulhos em que fica totalmente submerso. Quando necessário, o carará seca as penas abrindo as asas ao sol.

Referências

  1. «Hamerkop, Shoebill, pelicans, boobies & cormorants». IOC World Bird List (v 6.4) (em inglês). Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  2. a b FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.349
  3. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.257
  4. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 678
  5. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.123
  6. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 143
  7. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.1 129

ver tambémEditar

Referências


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Imagens e media no Commons
  Diretório no Wikispecies