Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura a banda brasileira, veja Biquíni Cavadão.
Mosaico romano do século IV de Villa del Casale em Piazza Armerina, na Itália
Mulheres de biquíni
Mulher deitada de biquíni

O biquíni ou bikini[1] é um conjunto de duas peças, derivadas do maiô, de tamanhos reduzidos, que cobrem o busto e a parte inferior do tronco. Seu nome deriva do atol de Bikini, um atol do Pacífico, usado para testes com bombas nucleares e em 5 de julho de 1946 ocorreu o seu lançamento, numa piscina de Paris[2].[3] Assim, pretendia-se propor que a mulher de biquíni provocava, na época, o efeito de uma "bomba atômica". Na França, o termo é marca registrada.

Índice

História do BiquíniEditar

AntiguidadeEditar

Os mais antigos precursores dos biquínis de que se tem notícia foram mostrados num mosaico romano do século IV em que várias mulheres, de saiote e bustiê exíguos, praticam esportes.

Anos 1940Editar

A criação do biquíni é disputada por dois estilistas franceses: primeiro, em 1946, Jacques Heim apresentou o "átomo" como "o menor maiô do mundo"; três semanas depois, em 5 de julho de 1946, Louis Réard mostrou o "bikini, menor que o menor maiô do mundo"[4] e ficou com a fama de criador da peça[5].

No Brasil, a primeira vez que uma mulher usa o biquíni é em 1948, quando a modelo alemã Miriam Etz veste o traje de banho no Rio de Janeiro[6].

Anos 1950Editar

No início, as mulheres não estavam preparadas para usar peças de vestuário tão reduzidas, que mostravam o umbigo. Os biquínis foram, portanto, proibidas em vários países, incluindo França. No entanto, atrizes como Ava Gardner, Ursula Andress e Brigitte Bardot foram contra todos os preconceitos da época e aderiram ao biquíni, como instrumento de sedução em filmes e em fotos.

O estilo da década era duas-peças, de tamanho grande e com as cavas da calça bem baixas. Foi considerado ousado, mas, hoje, é tido como um tamanho grande.

Anos 1960Editar

Nos anos 1960, o biquíni atingiu o auge de popularidade. Era, muitas vezes, usado como adorno em filmes e músicas e como contestação política e social. Tornou-se um símbolo pop. No Rio de Janeiro, tornaram-se populares os famosos biquínis "fio-dental".

O biquíni dessa década era ousado, por deixar o umbigo bem à mostra, com cava maior que a dos anos 1950. A atriz americana Jayne Mansfield foi a pioneira em usar um modelo cuja peça inferior avançava um pequeno centímetro até mostrar o umbigo, motivo de escândalo em Hollywood, no início da década de 1960.

Anos 1970Editar

 
Tipo de biquíni de cintura baixa, também bastante comum nos dias de hoje devido à retomada da moda

Em geral, com calcinha lisa e sutiã estampadão. Era ousado porque o ideal seria ter o conjunto. A tanga foi uma atitude tipicamente carioca.

Anos 1980Editar

Lycra brilhante, o sutiã retorcido e sem nenhuma estrutura no bojo, com cores fortes, como verde-limão e rosa-pink, o fio-dental e o asa-delta foram uma febre, assim como o sunquíni.

Numa mania de enrolar as laterias para ficar mais cavado, a parte de baixo do biquíni, esta atitude ficou conhecida de enroladinho e foi muito comum nas praias do Brasil nos anos de 1980, sendo o estopim para que estilistas criassem o modelo de biquíni chamado de "asa-delta"[7]. O biquíni fio-dental foi uma evolução do asa-delta, sendo lançado no Brasil e somente no Brasil, foi largamente usado.

Anos 1990Editar

Nos anos 1990, a moda do fato de banho foi reavivada (especialmente por causa dos efeitos nocivos provocados na pele pela exposição aos raios solares), mas não tirou o lugar ao biquíni.

A parte de baixo do biquíni dessa década era uma espécie de sunguinha ou shortinho. A camuflagem foi uma padronagem típica da década.

Anos 2000Editar

 
Diversos modelos modernos de biquíni

Há uma mescla de diversas modas antigas, principalmente dos anos 1970 e 1990, tornando-se menos comum o modelo asa-delta. Novos modelos bastante diferentes são criados e apresentados em desfiles de modas, virando febres em cada momento.

ManquíniEditar

 
Um exemplo de manquíni num manequim

Manquíni é um termo criado para designar os biquínis usados por homens. Este tipo de traje ficou famoso no filme "Borat - O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América", de 2006.[8]

Notas e referências

  1. Vocabulário ortográfico da Academia Brasileira de Letras. Disponível em http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=23. Acesso em 23 de julho de 2012.
  2. Evolução do Biquini - 1946 Terra
  3. OþHara, Georgina. Companhia das Letras, ed. Enciclopédia da moda de 1840 à década de 90. [S.l.: s.n.] 
  4. BELLIS, M. The history of the Bikini. Disponível em http://inventors.about.com/od/bstartinventions/a/Bikini.htm. Acesso em 23 de julho de 2012.
  5. Evolução do Biquini - lançamento 1946 Terra
  6. Evolução do Biquini - 1948 no Brasil Terra
  7. Evolução do Biquini - 1980 Terra
  8. br.esportes.yahoo.com Australiano deve vestir 'mankini' de Borat na abertura de Londres-2012 Acessado em 15/05/2012.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Biquíni