Diocese de Viseu

(Redirecionado de Bispo de Viseu)

A Diocese de Viseu é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica em Portugal.

Diocese de Viseu
Visensis
Diocese de Viseu
Interior da Sé de Viseu
Localização
País Portugal
Arquidiocese metropolitana Arquidiocese de Braga
Estatísticas
População 268 189 (91,9% católicos)
Área 3 400 km²
Informação
Denominação Católica Romana
Rito Romano:
Criação 572 documento mais antigo conhecido
Catedral Sé de Viseu
Padroeiro(a) São Teotónio
Governo da diocese
Bispo D. António Luciano dos Santos Costa
Bispo emérito D. Ilídio Pinto Leandro
Jurisdição Diocese
Página oficial www.diocesedeviseu.pt/
dados em catholic-hierarchy.org

Lista de bispos de Beseo:

  1. Remissol (572-585)
  2. Sunila (585-589)
  3. Gundemaro (610)
  4. Lauso (633)
  5. António (636)
  6. Firmo, Farno ou Fárnio (638, 646)
  7. Vadila (653, 656; vaga entre 665 e 680)
  8. Reparato (681, 683)
  9. Viliefonso, Vilcifonso (688)
  10. Teofredo ou Teodofredo (693)

Lista de bispos de Viseu

  1. D. Teodomiro (876?-905)
  2. D. Gundemiro (905)
  3. D. Anserico ou Sabarico (922)
  4. D. Salomão (928, 931)
  5. D. Dulcídio (937, 943, 951)
  6. D. Hermenegildo (961, 968)
  7. D. Iquiliano (974, 981; vaga entre c. 990 e 1020)
  8. D. Gomes (1020-1050) (exilado em Oviedo)
  9. D. Sisnando (?-1064) (exilado em Oviedo)
  10. D. Maurício (1102)

Restauração da Diocese

  1. D. Odório (1147-1165/1166†)
  2. D. Gonçalo (I) (1165-1169)
  3. D. Godinho Soares (1171-1176)
  4. D. João Peres (1179-1192†)
  5. D. Nicolau (1192-1213†)
  6. D. Fernando Raimundes (1213-1214†)
  7. D. Bartolomeu (1214-1222†)
  8. D. Gil (1223-1247/1248)
  9. D. Pedro Gonçalves (1249-1253†)
  10. D. Mateus Martins (1254-1268; transferido para a diocese de Coimbra, vagando a de Viseu; regressa a esta entre 1279-1287†)
  11. D. Egas Viegas (1288-1313†)
  12. D. Martinho Peres (1313-1322†)
  13. D. Gonçalo (II) (1323-1329†)
  14. D. Miguel Vivas (1329-1333†)
  15. D. João (I) Homem (1333-1349†)
  16. D. João (II) Martins (1349-1365†)
  17. D. Gonçalo (III) Gonçalves de Figueiredo (1365-1373†)
  18. D. João (III) Eanes (1373-1383)
  19. D. Pedro Lourenço do Amaral (1383-1384/1385)
  20. D. João (IV) Peres (1385-1391†?)
  21. D. João (V) Homem (1391/1392-1425†)
  22. D. Luís (I) da Costa
  23. D. Garcia de Meneses (1426-1429†)
  24. D. Fernão (I) Álvares Cardoso
  25. D. Luís (II) Gonçalves do Amaral (1430-1439), feito pseudo-cardeal pelo Antipapa Félix V
  26. D. Luís (III) Coutinho (1439-1444), depois bispo de Coimbra e arcebispo de Lisboa
  27. D. João (VI) Vicente (1444-1463†)
  28. D. João (VII) Gomes de Abreu (1462/1463-1482†)
  29. D. Fernão (II) Gonçalves de Miranda (1482-1505†)
  30. D. Diogo Ortiz de Vilhegas (1505-1519)
  31. Cardeal Infante D. Afonso de Portugal (1519-1523). Durante o seu exercício, como administrador em seu nome, foi auxiliado por:
  32. D. Frei João (VIII) de Chaves (1524-1525)
  33. Cardeal D. Miguel (II) da Silva (1526-1547)
  34. D. Gonçalo (IV) Pinheiro (1553-1567)
  35. D. Jorge de Ataíde (1568-1578)
  36. D. Miguel (III) de Castro (1579-1586), depois arcebispo de Lisboa e Vice-rei de Portugal durante os Filipes
  37. D. Nuno de Noronha (1586-1594), também bispo da Guarda
  38. D. Frei António (I) de Sousa, O.P. (1594-1597)
  39. D. João (IX) de Bragança (1599-1609)
  40. D. João (X) Manuel (1610-1625)
  41. D. Frei João (XI) de Portugal (1626), O.P. (1626-1629)
  42. D. Frei Bernardino de Sena, O.F.M. (1630-1633)
    • D. Miguel de Castro (1633-1634) (nunca tomou posse)
  43. D. Dinis de Melo e Castro (1636-1639)
  44. D. Leão de Noronha (1639-1669)
    D. Júlio Francisco de Oliveira (1741-1765)
  45. D. Manuel de Saldanha (1669-1671)
  46. D. João (XII) de Melo (1673-1684)
  47. D. Richard Russell (1685-1693)
  48. D. Jerónimo Soares (1694-1720)
  49. D. Frei António (II) de Guadalupe, O.F.M. (1740), antes bispo do Rio de Janeiro, eleito
  50. D. Júlio Francisco de Oliveira, C.O. (1741-1765)
  51. D. Francisco Mendo Trigoso (1770-1778)
  52. D. José António Barbosa Soares (1779-1782)[2]
  53. D. Frei José (I) do Menino Jesus, O.C.D. (1783-1791)
  54. D. Francisco (I) Monteiro Pereira de Azevedo (1792-1819)
  55. D. Francisco (II) Alexandre Lobo (1819-1844) (ministro de D. Miguel I de Portugal, foi perseguido pelos liberais após a sua vitória em 1834 e fugiu para França; o novo governo recusou-se a reconhecer o vigário por ele nomeado, embora tenha permanecido titular da diocese)
  56. D. José (II) Joaquim de Azevedo e Moura (1845-1856)
  57. D. José (III) Manuel de Lemos (1856-1858), também bispo de Coimbra
  58. D. José (IV) Xavier de Cerveira e Sousa (1859-1862), também bispo do Funchal e bispo de Beja, resignou ao cargo
  59. D. António (III) Alves Martins, O.F.M. (1862-1882)
  60. D. José (V) Dias Correia de Carvalho (1883-1911)
  61. D. António (IV) Alves Ferreira dos Santos (1911-1927)
  62. D. José (VI) da Cruz Moreira Pinto (1928-1964)
  63. D. José (VII) Pedro da Silva (1965-1988)
  64. D. António (V) Ramos Monteiro, O.F.M. (1988-2004)
  65. D. António (VI) Augusto dos Santos Marto (2004-2006)
  66. D. Ilídio Pinto Leandro (2006-2018)
  67. D. António (VII) Luciano dos Santos Costa (2018-presente)

Escutismo

editar
  1. Escutismo nesta diocese: Região de Viseu

Referências

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.