Abrir menu principal
Blackgaze
Origens estilísticas Black metal, shoegaze, post-rock, post-hardcore
Contexto cultural Da metade da década de 2000 aos dias atuais
Instrumentos típicos Bateria, Baixo, Guitarra, Teclado e Vocal
Popularidade Certa popularidade entre os fãs da música pesada na França e nos Estados Unidos da América
Formas regionais
França e Estados Unidos da América

Blackgaze ou blackened shoegaze ou ainda black shoegaze ou black metal shoegaze, é um subgênero do black metal, surgido no começo da década de 2000, através da fusão entre o gênero black metal e os gêneros shoegaze e post-rock.[1] O blackgaze apresenta tanto os riffs e os vocais do black metal norueguês, como nas bandas Burzum, Darkthrone e Mayhem, quanto os acordes noises e os vocais ecoantes do shoegaze, como em bandas como Chapterhouse, Lush, My Bloody Valentine, Ride e Slowdive.

Índice

HistóriaEditar

Algumas das bandas precursoras do blackgaze são ainda da década de 90, como o Agalloch, o Arcturus, o Burzum, o Fleurety, o Forgotten Woods, o In the Woods..., o Nocte Obducta, o Ulver e o Ved Buens Ende. Sendo dessas, mais expressantes, trabalhos como o Bergtatt - Et Eeventyr i 5 Capitler (1995) do Ulver e o Filosofem (1996) do Burzum. Demais bandas são da década de 2000, como o Alcest, o Amesoeurs, o Callisto e o Wolves in the Throne Room.[2] Atualmente a maioria das bandas do blackgaze são oriundas dos países França e Estados Unidos da América.

CaracterísticasEditar

O blackgaze faz uso tanto dos riffs e dos vocais presentes no black metal norueguês, quanto dos acordes noises, que abusam de efeitos como chorus, delay, reverb e tremolo, e dos vocais ecoantes do shoegaze, que assim compõem a atmosfera melancólica do gênero.[3][4][5] Algumas bandas com o tempo incorporaram cada vez mais influências do post-rock e do shoegaze, tendo algumas delas, como o Alcest, tomado o rumo do shoegaze e do post-rock, abandonando em definitivo o black metal.

 
A banda francesa Alcest, a banda de maior relevância no Blackgaze.[6][7]

Bandas relevantesEditar

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar