Blanca Guerra

Blanca Guerra Islas (Cidade do México, 10 de janeiro de 1953) é uma atriz mexicana.[1] No Brasil, é reconhecida por antagonizar a telenovela Abismo de pasión (pt. Abismo de Paixão).

Blanca Guerra
Blanca em 2002.
Nome completo Blanca Guerra Islas
Nascimento 10 de janeiro de 1953 (67 anos)
Cidade do México, D.F.,  México
Nacionalidade mexicana
Ocupação
Período de atividade 1978–presente

BiografiaEditar

Inicialmente, Blanca começou os estudos na área da odontologia, mas logo abandonou os estudos para estudar teatro na Universidade Autônoma do México, o que lhe permitiu estrear como atriz teatral nas obras Sueños de una noche de verano e es:El juego de los insectos.[2]

Mais tarde, ela se aventurou no cinema atuando no filme La loca de los milagros, que marca sua estréia artística e o início de sua extensa carreira no cinema. Ela acumula mais de sessenta filmes em sua carreira, destacando-se, entre outros, filmes como Essas ruínas que você vê, uma longa baseado em um romance de Jorge Ibargüengoitia, dirigido por Julián Pastor, datado do ano de 1979, onde atua ao lado de Fernando Luján , Pedro Armendáriz Jr. , Guillermo Orea etc. e conta a história de um professor de literatura que conhece um aluno antigo, já comprometido com outro homem.

Também se desctacou em Poder Mojado, fita chicana cortada, encenada e dirigida por Alfonso Arau , onde Socorro Bonilla participa, que conta a história de um imigrante de origem mexicana que decide criar em Los Angeles, Califórnia, uma organização de defesa dos direitos dos imigrantes Mexicanos nos Estados Unidos ; O Império da Fortuna, dirigido por Arturo Ripstein , baseado no terceiro trabalho do romancista mexicano Juan Rulfo , onde atua ao lado de Ernesto Gómez Cruz e Alejandro Parodi e no qual recebeu seu primeiro prêmio Ariel, um filme onde ela interpreta "Doña Bernarda", "La Caponera" e na qual a história de um humilde dionísio Pinzón ( Ernesto Gómez Cruz ), que recebe um galo moribundo de brinde, o apresenta ao mundo surreal de brigas de galos e palenques.

Em 2008, Blanca protagonizou Alma de hierro, onde compartilhou créditos com Alejandro Camacho e Rafael Inclán, entre outros. Trabalhou com importantes diretores e produtores como Ismael Rodríguez, Felipe Cazals, Alfredo Gurrola, Ernesto Alonso, Miguel Littín, Gilberto Gazcón e Alejandro Jodorowsky, entre outros.

Em 2012, ele estrelou a telenovela Abismo de pasión, produzida por Angelli Nesma Medina, onde desempenhou um papel estelar e antagônico. Ele compartilha créditos com Alejandro Camacho, Sabine Moussier e César Évora.

De 2013 a 2015 foi nomeada presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas do México (AMACC).[3][4][5] Em 2016 retorna para os melodramas da Televisa com Tres veces Ana do produtor Angelli Nesma Medina, onde ela interpreta a mãe superprotetora de Angelique Boyer.

Vida pessoalEditar

Blanca é muito discreta quanto a sua vida pessoal. A atriz tem um filho, o também ator Emiliano Guerra.

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem Notas
1978 Una mujer Mabel
1979 Yara Regina
1980 Corazones sin rumbo Magda
1982 Lo que el cielo no perdona Isabel
Falcón de oro B. G. Alvarez Telefilme
1985 Juana Iris Magali Santacilia
1988 Nuevo amanecer Norma
1993 Valentina Débora Andrade
1995 Si Dios me quita la vida Virginia Hernández
1997 Mujer, casos de la vida real Episódio: "La profecia"
1998 La mentira Miranda Montesinos
1999 Mujer, casos de la vida real Episódio: "La niña muerte"
2000 La casa en la playa Marina Villarreal
2003 Velo de novia Ricarda del Álamo
2004 Amarte es mi pecado Bernadina Episódio: "12 de janeiro de 2004"
2008 Alma de Hierro Elena Jiménez de la Corcuera de Hierro
2011 Para volver a amar Apresentadora do projeto imobiliário Episódio: "30 de janeiro de 2011"
2012 Abismo de pasión Alfonsina Mondragón Vda. de Arango
2016 Tres veces Ana Soledad Hernández
2018 Un extraño enemigo Carmen Martínez Manatou Episódio: "A la calle"
Episódio: "Solución definitiva"
2019 Los pecados de Bárbara Matilde Robledo vda. de Godinez[6]

CinemaEditar

TeatroEditar

Prêmios e IndicaçõesEditar

Ano Festival Categoria Nomeações Resultado
1979 Prêmio Ariel do Cinema Mexicano Melhor Co-Atuação Feminina
Pedro Páramo
Indicada
1980 Prêmio Ariel do Cinema Mexicano Melhor Atriz
Perro callejero
Venceu
1984 Prêmio Ariel do Cinema Mexicano Melhor Atriz
Motel
Indicada
1986 Prêmio TVyNovelas Melhor Atriz Antagonista
Juana Iris
Indicada
1987 Prêmio Ariel do Cinema Mexicano Melhor Atriz
El imperio de la fortuna
Venceu
1988 Prêmio Ariel do Cinema Mexicano Melhor Atriz
Días difíciles
Venceu
1991 Prêmio ACE de Nova York Melhor Atriz
Morir en el golfo
Venceu
1993 Prêmio ACE de Nova York Melhor Atriz
Ciudad de ciegos
Venceu
1994 Prêmio Ariel do Cinema Mexicano Melhor Atriz de Quadro
Principio y fin
Venceu
Festival Internacional del Nuevo Cine Latino Americano de La Habana Melhor Atriz Coadjuvante Venceu
1995 Prêmio Ariel do Cinema Mexicano Melhor Atriz
En medio de la nada
Indicada
1996 Prêmio Ariel do Cinema Mexicano Melhor Co-Atuação Feminina
Salón México
Indicada
1999 Prêmio Ariel do Cinema Mexicano Melhor Atriz
Un embrujo
Venceu
2009 Prêmio TVyNovelas Melhor Atriz Protagonista
Alma de hierro
Venceu
Prêmios People en Español[12] Melhor Atriz Indicada
Prêmio ACE de Nova York Melhor Atriz Venceu
Prêmio Bravo[13] Melhor Atriz Venceu
Premios "El Telón de Oro" Melhor Atriz Venceu
2013 Prêmio TVyNovelas[14] [15] Melhor Primeira Atriz
Abismo de pasión
Venceu
Prêmios People en Español Melhor Atriz Coadjuvante Indicada
2014 Premios AMCI[16] Troféu Ignacio López Tarso
Homenagem
Venceu
Prêmios de la Agrupación de Críticos y Periodistas de Teatro[17] Melhor Atriz
¿Quién le teme a Virginia Woolf?
Venceu
2017 Prêmio TVyNovelas[18] Melhor Primeira Atriz
Tres veces Ana
Indicada
2018 Premios Cartelera de Teatro Mexicano[19] Melhor Atriz
El Zoloogico de Cristal
Venceu
2019 Premios de la Agrupación de Periodistas Teatrales (APT) Melhor Atriz Indicada

Referências

  1. «13th Moscow International Film Festival (1983)». MIFF. Consultado em 28 de janeiro de 2013 
  2. El Universal (Blanca Guerra y su Vicio El Teatro)
  3. Milenio (Blanca Guerra Da Rostro a la Academia)
  4. Predefinição:Enlace roto
  5. Radio Formula (Blanca Guerra, satisfecha con su labor como presidenta de la AMACC)
  6. Mobarak, Santiago (2 de diciembre de 2019). «¿Quién es quién en 'Los pecados de Bárbara'?». lasestrellas.tv. Consultado em 4 de enero de 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  7. Teatro Unam (Foro Sor Juana Inés de la Cruz) Arquivado em 7 de janeiro de 2017, no Wayback Machine.
  8. Televisa Deportes Esmás (Aragón y Guerra unen talentos en 'Agosto')
  9. Notigape (Blanca Guerra vuelve a la duela teatral con ¿Quién le teme a Virginia Woolf?)
  10. Extensión (La Gaviota Perturbadora Honesta y Salvaje)
  11. El Universal (Blanca Guerra Habla de la vigencia de la obra el Zoológico de Cristal)
  12. "People en Español" - Lista de nominados
  13. «Todo Tnv (Alma de Hierro Ganadora de los Premios Bravo)». Consultado em 22 de diciembre de 2015. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗  Parâmetro desconhecido |fechaarchivo= ignorado (|arquivodata=) sugerido (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  14. «Información completa 'Premios TVyNovelas 2013'». televisa.com 
  15. «Lista definitiva de nominados a 'Premios TVyNovelas 2013'». masquetelenovelas 
  16. «35 Cine (XX Aniversario AMCI y Homenaje a Blanca Guerra)». Consultado em 6 de enero de 2017. Cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗  Parâmetro desconhecido |fechaarchivo= ignorado (|arquivodata=) sugerido (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  17. 20 Minutos (Entrega La ACPT Premios a lo Mejor del Teatro en 2014)
  18. «Lista completa de nominados a Premios TV y Novelas 2017». televisa.com. 10 de marzo de 2017. Consultado em 15 de febrero de 2017  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  19. Cartelera de Teatro (GANADORAS SEGUNDA EDICIÓN 2018)

Ligações externasEditar