Bloco dos Refugiados e Expatriados

O Bloco dos Refugiados e Expatriados (em alemão: Block der Heimatvertriebenen und Entrechteten, BHE) foi um partido político alemão fundado em 1950 para representar os interesses dos alemães expulsos dos países do leste depois da derrota alemã na Segunda Guerra Mundial. Nas eleições de 1953 obteve 5.9% dos votos e 27 lugares no Bundestag e participou no governo de Konrad Adenauer com dois ministros. Em setembro de 1955 os dois ministros e cinco deputados passaram à CDU e o BHE passou à oposição.

Bloco dos Refugiados e Expatriados
Gesamtdeutscher Block/Bund der Heimatvertriebenen und Entrechteten
Fundador Waldemar Kraft
Fundação 1950
Dissolução 1961
Ideologia Nacionalismo alemão
Conservadorismo nacional
Interesses dos alemães refugiados e expulsos após a 2.ª Guerra Mundial
Anti-comunismo
Espectro político Direita/Extrema-direita
Sucessor Partido Pan-alemão - Bloco dos Refugiados e Expatriados
Membros (1954) 165.000

Nas eleições de 1957 obteve 4.7% dos votos e ficou fora do Bundestag. Em 1961 uniu-se com o Partido Alemão para formar o "Partido Pan-alemão - Bloco dos Refugiados e Expatriados".

Ideologicamente, ainda que a nível local tenha cooperado tanto com a SPD como com a CDU, o partido era conservador e uma parte dos seus quadros dirigentes provinham do Partido Nazi, como os seus dois ministros.

Resultados eleitoraisEditar

Eleições federaisEditar

Data Método Uninominal Método Proporcional Deputados +/- Status
CI. Votos % +/- CI. Votos % +/-
1953 4.º 1 613 215
5,9 / 100,0
4.º 1 616 953
5,9 / 100,0
27 / 509
Governo
1957 4.º 1 324 636
4,4 / 100,0
 1,5 4.º 1 374 066
4,6 / 100,0
 1,3
0 / 519
 27 Extra-parlamentar
  Este artigo sobre política ou um(a) cientista político(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.