Bloqueio (Internet)

Na Internet, o bloqueio ou proibição é uma medida técnica que visa restringir o acesso a informações ou recursos. O bloqueio e seu inverso, o desbloqueio, podem ser implementados pelos proprietários de computadores que usam software.[1] Alguns países, como China, Índia, Rússia e Turquia, tendem a bloquear o acesso a certas informações de notícias que não são controladas diretamente pela mídia estatal.[1][2][3][4] Nos Estados Unidos, o Children's Internet Protection Act exige que as escolas que recebem taxas de desconto financiadas pelo governo federal para acesso à Internet instalem um software de filtro que bloqueie conteúdo obsceno, pornografia e, quando aplicável, conteúdo "prejudicial a menores".[5]

O bloqueio também pode se referir a negar acesso a um servidor web com base no endereço IP da máquina cliente.[6] Em certos sites, incluindo redes sociais como o Facebook ou bancos de dados editáveis como wikis, os usuários podem aplicar bloqueios (com base no número de IP ou na conta) em outros usuários considerados indesejáveis para impedi-los de realizar certas ações.[7] Bloqueios desse tipo podem ocorrer por vários motivos e produzir efeitos diferentes: nas redes sociais, os usuários podem bloquear irrestritamente outros usuários, geralmente impedindo-os de enviar mensagens ou de visualizar as informações ou o perfil do bloqueador. Os usuários privilegiados podem aplicar bloqueios que afetam o acesso dos indesejáveis a todo o site.[8]

O bloqueio é usado por moderadores e administradores de mídias sociais e fóruns para negar acesso a usuários que violaram suas regras e provavelmente o farão novamente, a fim de garantir um local de discussão pacífico e ordeiro. Os motivos comuns para o bloqueio são spamming, trolling e flaming. Alguns criticam casos de uso de proibições por administradores de grandes sites, como o Twitter,[9] dizendo que essas proibições podem ter motivação política ou financeira. No entanto, os sites têm o direito legal de decidir quem tem permissão para postar, e os usuários geralmente respondem "votando com os pés" e indo para um lugar onde os administradores considerem seu comportamento aceitável.[10]

EfeitosEditar

Os usuários bloqueados podem ser completamente incapazes de acessar todo ou parte do conteúdo de um site, o que geralmente acontece quando os mecanismos de censura ou filtragem são responsáveis pelo bloqueio. Sob uma proibição oculta, o usuário tem a falsa impressão de que seu conteúdo ainda está sendo postado no site, quando na realidade está sendo escondido de todos os outros usuários.[11][12]

Ver tambémEditar

NotasEditar

  • Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em inglês cujo título é «Block (Internet)».

Referências

  1. a b Simon, Joshua. «INTERNET BLOCKING». www.airsassociation.org (em inglês). Consultado em 14 de setembro de 2020 
  2. Greenslade, Roy (8 de março de 2016). «Press freedom in Turkey is 'under siege', says CPJ». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  3. Thaker, Aria. «Not just porn, Indian telecom firms are blocking other websites, too». Quartz India (em inglês). Consultado em 14 de setembro de 2020 
  4. Soldatov, Andrei; Borogan, Irina (29 de novembro de 2016). «Putin brings China's Great Firewall to Russia in cybersecurity pact». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  5. «Children's Internet Protection Act (CIPA)». Federal Communications Commission (em inglês). 5 de maio de 2011. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  6. «Access Control - Apache HTTP Server Version 2.2». httpd.apache.org. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  7. «Social media, online gaming and keeping children safe online». nidirect (em inglês). 3 de novembro de 2015. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  8. Welch, V.; Petkovic, J.; Pardo Pardo, J.; Rader, T.; Tugwell, P. (abril de 2016). «Interactive social media interventions to promote health equity: an overview of reviews». 4 (36): 63-75. PMC 4964231 . PMID 27077792. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  9. Ohlheiser, Abby (20 de julho de 2016). «Twitter bans conservative writer Milo Yiannopoulos for good, while cracking down on abuse». The Washington Post. Consultado em 14 de setembro de 2020. Arquivado do original em 1 de dezembro de 2017 
  10. Feld, Harold (maio de 2019). «The Case for the Digital Platform Act: Market Structure and Regulation of Digital Platforms» (PDF). publicknowledge.org. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  11. «The Future of Truth and Misinformation Online». Pew Research Center: Internet, Science & Tech (em inglês). 19 de outubro de 2017. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  12. «Content Regulation in the Digital Age» (PDF). Association for Progressive Communications. Fevereiro de 2018. Consultado em 14 de setembro de 2020 
  Este artigo sobre Internet é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.