Bom Sossego

Bom Sossego é um distrito do município de Oliveira dos Brejinhos, estado brasileiro da Bahia, localizada na Chapada Diamantina, na mesorregião do Centro-Sul Baiano, microrregião de Boquira. Em 2000, a estimativa para sua população era de 7.060 habitantes. Abrange uma área de aproximadamente 1.310 km²

HistóriaEditar

Na metade do século XIX, chegou à família Saldanha oriundo da cidade de Brotas de Macaúbas e fixaram residência as margens do Riacho Corrente. Em menos de uma década, o lugar já estava povoado, com os primeiros habitantes das famílias Miranda e Farias.

Não se passaram duas décadas, Corrente já era um pequeno Arraial, habitado do Riacho Corrente até o Riachão, pelas famílias Chaves e Mineiro.

No início do século XX com a chegada das famílias de Barra do Mendes, mais as famílias Mendonça e Cunha, que deslocaram da Vila de Brejinhos para o Arraial, o lugar passou a ser conhecido como Corrente de Brotas, por pertencer ao município de Brotas. Em 1911, do Corrente até a margem com o Rio Paramirim, havia moradores como as famílias Barbosa e Coimbra, que adquiriram terras em mãos dos descendentes dos Teixeira Torres.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, Corrente já figurava como distrito de Brotas de Macaúbas, sob o comando de Bertoldo instala-se o Cartório de Registro Civil e o Distrito de Paz.

Em 1931, começou o desentendimento entre Bertoldo e o juiz João Ferreira de Araújo, por conta do distrito de Corrente pertencer ao Município de Brotas e ele registrar os naturais da vila de Oliveira de Brejinhos. Vale lembrar que pelo decreto 7479, de 08-07-1931, o território do município de Oliveira dos Brejinhos, foi anexado ao município de Brotas, como simples distrito. Somente em 1933, pelo decreto nº 8620, de 30-08-1933, o município de Oliveira dos Brejinhos é reintegrado, desmembrado do município de Brotas. Sede no antigo distrito de Oliveira dos Brejinhos. Constituído do distrito sede. Reinstalada em 10-09-1933.

Em 1933, o distrito de Corrente foi transferido do município de Brotas e passa então a pertencer ao município recém reintegrado, Oliveira dos Brejinhos, que já havia criado uma subprefeitura. Mesmo assim por insistência de Bertoldo, continuava a registrar os nascidos no território do município de Oliveira dos Brejinhos como se fosse natural do município de Brotas de Macaúbas, provocando desconforto a população. Foi então que o juiz resolveu cobrar de Bertoldo o que era de lei. Este entendendo por desaforo e sem querer sair do município de Brotas insistia no erro. Foi quando o juiz João Ferreira de Araújo afastou Bertoldo do comando do Cartório e entregando-o a Perpedigno Teixeira da Cunha (Pepe), justificando que o distrito de Corrente pertencia a Oliveira dos Brejinhos desde 20/04/1927 pela lei estadual n° 1.940.

Em 1938, pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Corrente tomou a denominação de Bom Sossego. Por dois motivos: primeiro por ter acabado com as disputas dos coronéis Horacio de Mattos e Militão Rodrigues Coelho, e segundo pelo fato de Brejinhos se tranqüilizar pela richa do velho Bertoldo. O livro vilarejo a vila do bom sossego escrito pelo poeta,historiador e documentarista Juvenal Neves que filho da terra conta com mais detalhes essa historia.

Bom Sossego figurou no filme Abril Despedaçado, de Walter Salles, premiado no festival de Veneza, de autoria do Albanês Ismail Kadaré.

Bom Sossego há muito tempo tem manifestado frente aos órgãos competentes quanto a sua emancipação. Felizmente no mês de abril de 2007 foi publicada no diário oficial, a lista dos que em futuro muito distante poderá ser contemplado com a lei.

LocalizaçãoEditar

A sede do 2° distrito está localizada a nordeste do município, próximo à margem direita do Paramirim e é ligado à sede pela estrada de rodagem (não asfaltada), partindo da BR-242.

A área do segundo distrito de Bom Sossego é de aproximadamente 1.310 km², abragem a sede distrital Bom Sossego e os povoados de Brundués, Bonito, Campo Formoso, Queimada Nova, Flora, Vargem, Canabrava, Saquinho, São Gonçalo, Cabeça D’anta, Pedregulho, Lagoa D’anta, Baraúna, Passagem, Grama, Rodeador, Olhos D’anta do Buraco, Curral de Embira, Picada, Jeminiano, Juazeiro, Lagoa do Capim, Fazendinha, Olhos D’água da Bica, Jacu, Boa Vista, Pé de Serra, Cansanção, Cipó, Lagoa das Covas, Caldeirão, Saco da Jurema, Saco de Pedra I, Saco de Pedra II, Lagoa do Riacho, Lagoa do Leite, Brejo dos Carneiros, Mandacaru, Quixaba, Calumbi, Lagoa dos Patos, Ferrari, Abelheira, Seis Tiros, Umbú Grande, Mulungú, Saco do Fogo, Comprida, Pajeú, Barriguda, Ponta da Serra, Mucumbinho, Encantados, Abóboras e Panelas.

EconomiaEditar

A economia do segundo distrito de Bom Sossego tem como base os rebanhos do gado bovino, caprino, ovino e suíno e a lavoura de subsistências. Possui 18 casas de Comercio varejistas somente na sede, duas pequenas farmácias, um posto de gasolina e a feira é realizada: 6° feira na localidade de Flora, aos sábados, nas localidades de Bom Sossego e Queimada Nova e no domingo em Cachoeira do Brundoé, com todas elas funcionando das 07h00 às 15h00 horas.

EducaçãoEditar

Existem no segundo distrito: 10 estabelecimentos do fundamental até a 8ª serie e três ensino médio. Água encanada, luz hidráulica, calçamento, telefone, internet banda larga, escola de computação dezenove igrejas Católicas,doze Protestantes e cemitérios em 15 das 66 localidades.v

PopulaçãoEditar

A população do segundo distrito, no último censo do IBGE, foi de 7.060 habitantes. Destes 3.572 são do sexo masculino e 3.488 são do sexo feminino.

Ligações externasEditar

 A Wikipédia possui o