Bona de Armagnac

Bona de Armagnac (em francês: Bonne d'Armagnac; Lavardens, 19 de fevereiro de 1395 — Castelnau-de-Montmiral, 1430/16 de novembro de 1435)[1] foi duquesa consorte de Orleães como a segunda esposa de Carlos, Duque d'Orleães.

Bona de Armagnac
Duquesa Consorte de Orleães
Reinado 15 de agosto de 14101430/35
Antecessor(a) Isabel de Valois
Sucessor(a) Maria de Cleves
 
Nascimento 19 de fevereiro de 1395
  Lavardens, Gers, França
Morte 1430 (35 anos) ou 11 de novembro de 1435 (40 anos)
  Castelnau-de-Montmiral, Tarn, França
Cônjuge Carlos, Duque d'Orleães
Casa Armagnac (por nascimento)
Valois (por casamento)
Pai Bernardo VII, Conde de Armagnac
Mãe Bona de Berry

FamíliaEditar

Bona era a filha mais velha de Bernardo VII, Conde de Armagnac e de Bona de Berry, viúva do conde Amadeu VII de Saboia. Seus avós paternos eram o conde João II de Armagnac e Joana de Périgord. Seus avós maternos eram o duque João de Berry e Joana de Armagnac.

Bona teve seis irmãos mais novos, e três meio-irmãos por parte de mãe, frutos de seu primeiro casamento.

BiografiaEditar

Na data de 18 de abril de 1410, em Gien, foi assinado um contrato de noivado entre Bona e o duque Carlos. Ele era filho de Luís de Valois, Duque d'Orleães, cujo pai era o rei Carlos V de França, e de Valentina Visconti, Duquesa de Orleães.

Anteriormente, Carlos havia sido casado pela primeira vez com Isabel de Valois, filha do rei Carlos VI de França, e viúva do rei Ricardo II de Inglaterra. Ela morreu em 1409, durante o parto.

Eles se casaram em 15 de agosto de 1410, em Riom, na Auvérnia. Bona teve uma enteada, Joana de Valois, Duquesa de Alençon, esposa de João II d'Alençon.

Após a derrota do franceses durante a Batalha de Azincourt, em 25 de outubro de 1415, parte da Guerra dos Cem Anos, seu marido foi feito prisioneiro pelos ingleses. Ele ficou preso durante 25 anos.

O casal não teve filhos, e Bona morreu na década de 1430, enquanto seu marido ainda estava preso.

Em 1440, ele foi libertado, e voltou à França. Viúvo, casou-se pela terceira e última vez com Maria de Cleves, que lhe deu três filhos, inclusive o rei Luís XII de França.

AncestraisEditar


Referências