Abrir menu principal
Brasão de
Sananduva
Brasão de Sananduva
Detalhes
Escudo Escudo com uma vaca; simbolizando a pecuária bovina do municipio, um suíno a suinocultura, três araucária simbolizando a arvore simbolo de Sananduva, céu azul-anil retratando o céu da cidade, campos verdes, soja sibolizando o cultivo desta, milho simbolizando o Guabioba Baixa, data do município destacada a dourado para desraque do feriado municipal, escudo portugês simbolizando o Descobrimento do Brasil, castelo de cinco fortes simbolizando a bravura dos sananduvenses e uma cruz vermelha simbolizando o Cristianismo, sempre se baseando no Brasão do Brasil.
Suportes Ramo de milho muito enontrado no Guabiroba Baixo e três ramos de soja.

O Brasão de Sananduva é o brasão do município de Sananduva, no estado do Rio Grande do Sul. O brasão contém um suíno, três eucaliptos e uma ovelha, rodeados de louros, que são os símbolos do município.

O brasão foi desenhado pelo artesão porto-alegrense Mário Siqueira, que o fez em 1949, após uma tentativa de emancipação.

O símbolo só foi adotado em 1955, quando Antonio Navarini assumiu como prefeito.

HistóriaEditar

Depois da ter acabado de se independer de Lagoa Vermelha o artesao porto-alegrense, Mário Siqueira, pensou num brasão para a cidade, pensando assim, em 1949, no plebiscito da independência de Sananduva a Lagoa Vermelha, ouve muitas fraudes nos votos, assim o brasão não foi executado, e seu uso proibido. Em 1955, o prefeito Antônio Navarini, o brasão foi adotado junto com a bandeira, assim, a cidade se desligou com Lagoa Vermelha.

Em 1945, no fim do Estado Novo, foi adotado este brasão em um plebscito entre os vereadores da cidade, foi escolhido o brasão de Mário Siqueira, o outro que também era candidato a brasão da cidade (o brasão que continha uma águia basca e uma cruz latina não foi adotado).

Em 2010, foi feita uma lei que deve ser origatório no município a simbologia do brasão sananduvense.

Ver tambémEditar