Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde junho de 2011). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Brasão de armas

O escudo samnítico, usado para representar o Brasão de Armas de Santarém foi o primeiro estilo de escudo introduzido em Portugal influência francesa herdada pela heráldica brasileira como evocativo da raça colonizadora e principal formadora da nossa nacionalidade. O Brasão consta de um escudo samnítico, encimado pela Coroa Mural de oito torres prateadas, das quais apenas cinco são visíveis em perspectivas no desenho e iluminadas de vermelho. No campo azul do escudo há um castelo prateado, aberto e iluminado de vermelho, tendo sobre a torre principal um escudete oriundo das armas da cidade portuguesa de Santarém, que teve seu nome adotado para designar a cidade brasileira. Encimando o o castelo prateado há uma lua crescente e uma flor-de-lis cor de prata, e ao termo, uma faixa ondeada, também prateada. Na parte externa do escudo há: à direita, um pirarucu prateado e à esquerda uma seringueira com receptáculo para o látex ao natural, e abaixo uma fita vermelha, contendo em letras cor de prata o topônimo "Santarém" ladeado pelos milésimos "1661" e "1758".

Ícone de esboço Este artigo sobre heráldica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.