Brasão de Santa Catarina

O brasão de armas do Estado de Santa Catarina é o emblema heráldico e um dos símbolos oficias do estado brasileiro de Santa Catarina.

Brasão de Armas de Santa Catarina
Brasão de Armas de Santa Catarina
Detalhes
Detentor Estado de Santa Catarina
Adoção 1895
Timbre "Barrete frígio" em goles.
Escudo Uma estrela de prata, anteposta a qual uma águia vista de frente, de asas estendidas, segurará com a garra direita uma chave e com a esquerda uma âncora, em aspa, ornando-lhe o peito um escudo com o dístico 17 de novembro de 1889 escrito horizontalmente.
Suportes À destra, um molho de milhos empendoado, e à sinistra, um ramo de café frutificado, ambos de sua cor cruzados em aspa na ponta.
Listel Em listel debruado de goles, o mote Santa Catarina de prata.
Uso Estadual

HistóriaEditar

Foi estabelecido pela lei n. 126, de 15 de agosto de 1895, com base no desenho de Henrique Boiteux.[1] A mesma lei estabeleceu também a Bandeira do Estado.

Descrição heráldicaEditar

O Artigo 2º daquela lei diz que as armas consistirão em uma estrela branca, anteposta a qual uma águia vista de frente, de asas estendidas, segurará com a garra direita uma chave e com a esquerda uma âncora, encruzadas, ornando-lhe o peito um escudo com o dístico 17 de novembro de 1889 escrito horizontalmente. Um ramo de trigo ao lado direito e um de café ao lado esquerdo ligados na parte inferior por um laço com as pontas flutuantes, de cor encarnada, que terá o dístico: - Estado de STA. Catarina – escrito em letras brancas circundarão a mesma águia sobre o qual se formará o barrete frígio.

SignificadoEditar

  • A Estrela simboliza na Heráldica Brasileira os novos Estados da Federação;
  • O Barrete frígio simboliza as forças republicanas que nos regem;
  • O Ramo de Café simboliza a lavoura do litoral;
  • A Chave lembra que Santa Catarina é ponto estratégico de Primeira Ordem;
  • A Âncora simboliza local com segurança conforme as tradições navais;
  • A Águia representa as forças produtoras;
  • O Escudo polonês contém a data da implantação da República em Santa Catarina, em 17 de novembro de 1889;
  • O Ramo de Trigo simboliza as lavouras do interior.

República JulianaEditar

Brasão de Armas da República Catarinense
Detalhes
Detentor República Juliana
Adoção 1839
Escudo Escudo suíço estilizado, orlado e bordado em sable, nas bordas tendo impresso o lema. em abismo um escudete com o dístico 22 de Julho de 1839 escrito horizontalmente.
Suportes À destra, um molho de milhos empendoado, e à sinistra, um ramo de café frutificado, ambos de sua cor cruzados em aspa na ponta.

Lucas Alexandre Boiteux, em sua obra Historia de Santa Catharina, atribui um brasão à República Catarinense de 1839[2].

Referências

  1. BOITEUX, Lucas A. Historia de Santa Catharina. São Paulo: Companhia Melhoramentos, 1930, pág. 187.
  2. RIBEIRO, Clovis. Brazões e Bandeiras do Brasil. São Paulo: São Paulo Editora, 1933, p. 147.
Brasões das unidades federativas do Brasil
 
AC
 
AL
 
AP
 
AM
 
BA
 
CE
 
DF
 
ES
 
GO
 
MA
 
MG
 
MS
 
MT
 
PA
 
PB
 
PE
 
PI
 
PR
 
RJ
 
RN
 
RO
 
RR
 
RS
 
SC
 
SE
 
SP
 
TO