Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde maio de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Brick Bradford
Imagem ilustrativa padrão; esse artigo não possui imagem.
País de origem Estados Unidos
Editora(s) King Comics, Standard Comics,

David McKay Publications e Pacific Comics Club

Terminou em 25 de abril de 1987
Género(s) aventura, ficção científica
Argumento William Ritt
Desenho Clarence Gray, Paul Norris
Editora(s) lusófona(s) Paladino, Lord Cochrane, Gráfica Novo Mundo
Syndicate(s) Central Press Association, King Features Syndicate


Brick Bradford foi o herói de uma série de histórias em quadrinhos iniciada em 1933, criada pelo escritor William Ritt (um jornalista estabelecido em Cleveland, Ohio) e pelo artista Clarence Gray, sendo originalmente distribuída pela Central Press Association, uma subsidiária da King Features. No Brasil, foi publicado nas revistas Suplemento Juvenil e O Gibi da década de 1930, quando foi chamado de Dick James. Em publicações mais recentes o título original foi mantido.

Índice

Espaço e tempoEditar

Inicialmente, lembrava quadrinhos de aventuras aéreas como Skyroads, até que começou a abordar elementos de ficção científica presente em tiras como Buck Rogers e Flash Gordon visto que suas histórias características giravam à roda de temas como dinossauros, vilões intergalácticos, robôs e mundos sub-atômicos. Em meados dos anos 1930 a popularidade de Brick Bradford aumentou grandemente e a série ganhou uma edição semanal iniciada em 24 de Novembro de 1934, bem como já havia começado a aparecer nos suplementos dominicais dos grandes jornais em 1933, 15 meses antes de sua publicação semanal.

Em 20 de Abril de 1935, a série Brick Bradford ganhou uma máquina do tempo (no formato de um pião, que tanto podia ir para o futuro quanto para o passado) chamada de Time Top nos quadrinhos (similar àquela de Brucutu), a qual tornou-se um produto básico para a série pelos anos seguintes, bem como significou o primeiro uso regular de viagem no tempo numa HQ.

NostalgiaEditar

Posteriormente, a série Brick Bradford foi reimpressa em revistas em quadrinhos (comic books), visto que a King Features começou a se expandir neste mercado editorial a partir de Abril de 1936 com a King Comics (selo da própria King Features), (juntamente com Zé Fumaça, Henry, Popeye e Pafúncio e Marocas entre outros) bem como com a Ace Comics, de 1947 a 1949. A medida que as histórias antigas eram reimpressas, uma nova série estrelada por Brick foi editada na Standard Comics (juntamente com The Fighting Yank e Supermouse), mas a série foi logo cancelada.

Brick Bradford reapareceu em 1960 na King Comics (série original, não reimpressa) junto com outros clássicos como Fantasma e Mandrake. Os quadrinhos também tiveram um filme baseado neles bem como uma série de livros (Big Little Books) e um seriado cinematográfico em 12 capítulos produzida pela Columbia Pictures em 1947.

A série terminou em 25 de Abril de 1987. Ritt havia se cansado de escrever as histórias de Brick em 1948, Gray teve problemas de saúde e parou de desenhar para a série em 1952 e Paul Norris (que mais tarde criou Aquaman e trabalhou nas séries Agente Secreto X-9, Vic Jordan e Jim das Selvas), aposentou-se em 1987.

Outras mídiasEditar

Em 1947, ganhou um seriado pela Columbia Pictures de 12 capítulos, estrelado por Kane Richmond, assim como uma série de Big Little Books produzidos pela Whitman Publishing.

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre ficção científica e fantasia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre um(a) personagem de Banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.