Abrir menu principal

Brigada Mecanizada (Exército Português)

BrasãoBrigMec

Brigada Mecanizada ( BrgiMec ) também conhecido como Campo Militar de Santa Margarida, é ma grande unidade, uma das três Brigadas do Exército Português. Tem características muito próprias onde consegue ter um conceito muito amplo e eficaz de armas combinadas, ma concentração de forças pesadas de choque e ser auto sustentável por ter na sua constituição um Batalhão de Apoio de Serviços ( BApSvc ) também ele com características únicas no Exército Português. Localiza-se na freguesia de Santa Margarida da coutada, concelho de Constância, sendo seu patrono o santo condestável D. Nuno Álvares Pereira.

MissãoEditar

O Comando da Brigada Mecanizada apronta e sustenta as unidades orgânicas e outras colocadas na estrutura de Comando da Brigada e prepara-se para atuar em todo o espetro das operações militares, no âmbito nacional ou internacional, de acordo com a sua natureza. Assegura a administração e direção das unidades e órgãos colocados na sua direta dependência. Através do CMSM, assegura o apoio administrativo-logístico, o apoio à formação e ao treino operacional das unidades militares implantadas na área de SANTA MARGARIDA, dos ECOSF do Exército e de outros Ramos e executa a vigilância, proteção, ordenamento e exploração da fauna e flora. Quando determinado, intervém em resposta a emergências complexas e colabora em tarefas de apoio ao desenvolvimento e bem-estar das populações.

VisãoEditar

A Brigada Mecanizada, com a sua relevante capacidade mecanizada e blindada, garante, em conjunto com as restantes GU da componente terrestre, a coerência e o equilíbrio do sistema de forças erações de resposta a crises. No cumprimento da sua missão, a BrigMec privilegia o treino de armas combinadas, cultiva a liderança pelo exemplo, a adaptabilidade, o conhecimento e a inovação, explora as facilidades disponíveis de comando e controlo e gere as suas infraestruturas, de caraterísticas ímpares, em proveito da Formação dos quadros e tropas do Exército e das Forças Armadas. No quotidiano, a BrigMec fomenta a disciplina e a coesão, promove o moral e bem-estar e, acima de tudo, pugna pela preservação da cultura, tradições e valores castrenses. No plano social, a BrigMec reafirma-se ao serviço da comunidade de que é parte indissociável, mantém-se aberta ao exterior, fortemente envolvida no esforço de sensibilização e formação dos jovens no quadro da cidadania, da Defesa Nacional e Forças Armadas e apostada no prosseguimento da sua ação em prol da promoção da imagem e da credibilização do Exército.

OrganizaçãoEditar

A Brigada Mecanizada além do Comando e Estado-Maior, engloba as seguintes unidades operacionais:

  • GCC - Grupo de Carros de Combate (antigo Regimento de Cavalaria N.º 4);
  • BIMecLag - Batalhão de Infantaria Mecanizado de Lagartas (Antigo 1ºBIMec);
  • GAC15,5Ap - Grupo de Artilharia de Campanha 15,5Ap;
  • EREc - Esquadrão de Reconhecimento
  • CEngCombPes - Companhia de Engenharia Combate Pesado;
  • CTm - Companhia de Transmissões;
  • CCS - Companhia de Comando e Serviços do Comando da BrigMec;
  • BTrAAA - Bateria de Artilharia Antiaérea;
  • BApSvc - Batalhão de Apoio de Serviços;
  • CMSM - Campo Militar de Santa Margarida
    • BCS - Batalhão de Comando e Serviços
    • UAFTOS - Unidade de Apoio à Formação, Treino Operacional e Simulação - (Instalações do antigo 2ºBIMec);

LocalizaçãoEditar

Endereço
Brigada Mecanizada
Santa Margarida
2250-350 Constância


Cordenadas
Latitude= 39.419353
longitude= -8.295021


Contacto
Telefone 249730600

EquipamentoEditar

A BrigMec baseia-se em meios blindados pesados, sendo o seu equipamento principal o seguinte:

HistóriaEditar

 
Monumento que se situa na estrada nacional, início da estrada militar e simboliza o Campo Militar Santa Margarida. Monumento com um painel de azulejos e um antigo carro de combate M47

A actual Brigada Mecanizada tem origem na Divisão Nun'Álvares criada em 1953 para responder aos compromissos assumidos por Portugal em relação à NATO. Essa divisão era a componente inicial do Corpo Expedicionário Português que tinha como missão participar na defesa do sul da França em caso de invasão da Europa Ocidental pelas forças do Pacto de Varsóvia. A divisão tinha o seu Quartel-General no Campo Militar de Santa Margarida local onde eram concentradas as suas unidades operacionais (normalmente aquarteladas em diversas unidades territoriais espalhadas pelo país) por ocasião de manobras. A divisão sofreu diversas reorganizações ao longo da sua história, até dar origem à Brigada Mecanizada:

1953 - Ativação da 1.ª Divisão do Corpo Expedicionário Português (Divisão Nun'Álvares) que, nesse ano, realiza grandes manobras militares em Santa Margarida;
1954 - Em virtude da maioria das unidades operacionais da divisão pertencerem à 2ª Região Militar, a grande unidade passa a ser designada 2ª Divisão (Divisão Nun'Álvares);
1955 - A unidade passa a designar-se 3ª Divisão (Divisão Nun'Álvares) por motivo da maior responsabilidade em termos de mobilização das suas unidades operacionais passar a ser da 3ª Região Militar;
1960 - A organização da divisão deixa de ser baseada em 3 agrupamentos táticos, com base em regimentos de infantaria e passa a basear-se em 3 brigadas de infantaria do tipo LANDCENT;
1961 - A 3.ª Divisão organiza as últimas manobras de grande dimensão. A partir deste ano, o esforço do Exército Português passa a incidir prioritariamente na Guerra do Ultramar, entrando a divisão em declínio;
1968-1976 - São realizados estudos com vista a actualizar a contribuição terrestre de Portugal para a NATO para uma força de características diferentes da 3ª Divisão;
1976 - É ativada a 1ª Brigada Mista Independente (1ªBMI) que substitui a 3ª Divisão como principal contribuição terrestre de Portugal para a NATO. A 1ª BMI é uma unidade mista mecanizada e motorizada, organizada com base num Grupo de Carros de Combate, num Batalhão de Infantaria Mecanizada e em dois Batalhões de Infantaria Motorizada. No âmbito da NATO, a sua missão principal era a projeção para Itália actuando na defesa do flanco sul da Europa;
1993 - A brigada é totalmente mecanizada, sendo os batalhões motorizados substituídos por um segundo batalhão mecanizado, passando a denominar-se Brigada Mecanizada Independente (BMI);
2001 - Membro-Honorário da Ordem Militar de São Bento de Avis a 16 de Maio.[1]
2006 - A BMI passa a denominar-se simplesmente Brigada Mecanizada.

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Brigada Mecanizada Independente". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 4 de dezembro de 2014 

Forças Nacionais Destacadas ( FND ) em que a Brigada Mecanizada participouEditar


1997
Designação 1º BIMoto / SFOR 1997
Período Fev1997-Jul1997
Comandante TCor Inf Monteiro Mesquita
Unidade 1ºBImec / BrigMec
Teatro Operações Bósnia-Herzegovina (Rogatica, Ustipraca, Gorazde
Operação Joint Guard - SFOR/NATO
Efectivo 336
Missão O 1ºBIMoto, integrado numa unidade de escalão Brigada, conduz operações militares na Bósnia Herzegovina, para estabilização dos acordos de paz firmados, à  ordem prepara-se para ocupar posições fora do território da Bósnia-Herzegovina ou regresso ao Território Nacional.

Principais Tarefas da Força Nacional Destacada: - Impedir o acesso de pessoal armado à Zona de Separação; - Patrulhamento da Área de Responsabilidade; - Garantir a liberdade de movimentos; - Monitorizar os movimentos das fações armadas.

Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 19892005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente.
1997 /1998
Designação 2º BIMoto/SFOR 1997/1998
Período Período Jul1997-Jan1998
Comandante Comandante TCor Inf Pina Monteiro
Unidade 2ºBIMec / BrigMecº
Teatro Operações Bósnia-Herzegovina (Rogatica, Ustipraca, Gorazde
Operação Joint Guard - SFOR/NATO
Efectivo 323
Missão O 2ºBIMoto, integrado numa unidade de escalão Brigada, conduz operações militares na BósniaHerzegovina, para estabilização dos acordos de paz firmados, à  ordem prepara-se para ocupar posições fora do território da Bósnia-Herzegovina ou regresso ao Território Nacional.
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 19892005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente.
1999
Designação 3º BIMoto/SFOR 1999
Período Jan1999-Jul1999
Comandante TCor Inf Pires Nunes
Unidade 1º BIMec / BrigMec
Teatro Operações Bósnia-Herzegovina (Rogatica, Ustipraca, Gorazde
Operação Joint Forge - SFOR/NATO
Efectivo 326
Missão O 3ºBIMoto, integrado numa unidade de escalão Brigada, conduz operações militares na Bósnia Herzegovina, para estabilização dos acordos de paz firmados, à  ordem prepara-se para ocupar posições fora do território da Bósnia-Herzegovina ou regresso ao Território Nacional.
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 19892005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente
2000 / 2001
Designação 2ºBIMec/SFOR 2000/2001
Período Jul2000-Jan2001
Comandante TCor Inf Paulino Serronha
Unidade 2BIMec / BrigMecº
Teatro Operações Bósnia-Herzegovina (Visoko)
Operação Joint Forge - SFOR/NATO
Efectivo 324
Missão O 2º BIMec/SFOR constituí a Reserva Operacional (Ground) do Comandante da SFOR, e prepara -se para ser empenhada em todo ou parte, por meios terrestre e/ou aéreos em qualquer parte do Teatro de Operações.

Principais Tarefas da Força Nacional Destacada: - Patrulhamento de Itinerários, Zona e Área; - Observação, Controlo e Segurança; - Operações de Demonstração de Força; - Guarda e Segurança a Pontos Sensíveis; - Montagem de Postos de Controlo; - Inspeções Locais

Fontes Revista Batalha dos Atoleiros (Ano II Nº4-OUT00) O Exército Português nos caminhos da PAZ 19892005, GabCEME, 2005 Arquivos da Brigada Mecanizada Independente
Designação Agr DELTA/KFOR 2000/2001
Período Ago2000-Abr2001
Comandante TCor Cav Athaíde Banazol
Unidade Regimento Cavalaria Nº4
Teatro Operações Kosovo
Operação Joint Guardian - KFOR/NATO
Efectivo 289
Missão Estabelecer uma presença permanente na região de Klina e ocupar o Setor Oeste do Kosovo integrada na Brigada Multinacional Oeste (MNB W).
Fontes Testemunhos de catorze anos de FND Destacadas no Kosovo, Fronteira do Caos, 2018; O Exército Português nos caminhos da PAZ 1989-2005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente.
2001
Designação Agr ECHO/SFOR 2001
Período Jan2001-Jul2001
Comandante TCor Inf  António Menezes
Unidade 1ºBIMec / BrigMec
Teatro Operações Bósnia-Herzegovina (Visoko)
Operação Joint Forge - SFOR/NATO
Efectivo 316
Missão Constituir a Reserva Operacional (Ground) do Comandante da SFOR, e prepara-se para ser empenhada em todo ou parte, por meios terrestre e/ou aéreos em qualquer parte do Teatro de Operações
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 1989-2005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente
2001 / 2002
Designação Operação Amber Fox (FYROM)
Período Out2001-Jan2002
Comandante Cap Art Luís Oliveira e Cap Art Daniel Valente
Unidade Grupo Artilharia de Campanha da BrigMec
Teatro Operações Macedónia (FYROM - Former Yugoslav Republic of Macedonia)
Operação Amber Fox - NATO
Efectivo 6
Missão A Operação Amber Fox (27Set01- 15Dez02) foi o seguimento da Operação Essential Harvest (27Ago-26Set01), tendo surgido face à necessidade de garantir proteção às equipas de observadores da ONU, EU e da OSCE que acompanhavam o processo de paz  implementado na FYROM.  O GAC / BrigMec iniciou esta missão no TO da FYROM, contribuindo com 02 Field Liasion Teams (FLT) para a Task Force Fox .
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 1989-2005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente.

Período

2002
Designação Operação Amber Fox (FYROM)
Período Jul2002-Dec2002
Comandante Cap Art Grilo e Cap Cav Rainha
Unidade GAC e GCC
Teatro Operações Macedónia (FYROM - Former Yugoslav Republic of Macedonia)
Operação Amber Fox - NATO
Efectivo 6
Missão Continuação da Operação Amber Fox (27Set01-15Dec02), com estas 02 FLT a substituírem 02 da BrigRR.  Continua a ser prioridade, a missão de garantir proteção às equipas de observadores da ONU, EU e da OSCE que acompanhavam o processo de paz implementado na FYROM.
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 1989-2005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente
Designação 2º BIMec/SFOR 2002
Período Jan2002-Jul2002
Comandante TCor Inf Morais Pereira
Unidade 2ºBIMec / BigMec
Teatro Operações Bósnia-Herzegovina (Visoko)
Operação Joint Forge - SFOR/NATO
Efectivo 323
Missão O 2º BIMec/SFOR constituí a Reserva Operacional (Ground) do Comandante da SFOR e prepara-se para ser empenhado em todo ou parte, por meios terrestre e/ou aéreos em qualquer parte do Teatro de Operações.
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 1989-2005, GabCEME, 2005. Arquivos da Brigada Mecanizada Independente.
2002 / 2003
Designação Operação Allied Harmony (FYROM)
Período Dec2002-Mar2003
Comandante Cap Art Camilo Serrano e Cap Art Homero Abrunhosa
Unidade upo de Artilharia de Campanhar
Teatro Operações Macedónia (FYROM - Former Yugoslav Republic of Macedonia)
Operação Allied Harmony - NATO
Efetivo 6
Missão A Operação Allied Harmony (16Dec02- 31Mar03) é o seguimento da Operação Amber Fox. As 02 FLT passaram a  01 Light Liaison and Monitor Team (LLMT) integrada inicialmente no Regional HQ SKOPIA (RHQ S) e posteriormente no NATO HQ – SKOPIA (NHQ S).  Tinha como Missão, conduzir operações de acompanhamento, aconselhamento e apoio logístico em coordenação com as autoridades da FYROM por forma a estabelecer um clima de estabilidade e confiança em todas as regiões do país
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 1989-2005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente
2003
Designação Operação Concordia (FYROM
Período Mar2003-Jun2003
Comandante Cap Art Camilo Serrano e Cap Art Homero Abrunhosa
Unidade Grupo de Artilharia de Campanha
Teatro Operações Macedónia (FYROM - Former Yugoslav Republic of Macedonia)
Operação Concordia - EUFOR
Efetivo 6
Missão A Operação Concordia (01Abr-15Dez03) marcou a transferência de responsabilidade da Operação Allied Harmony da NATO, para a EUFOR, nesta que foi a sua primeira operação militar, como Força da União Europeia (EU). Em concordância com o Acordo de Berlim  Plus, os meios da NATO foram utilizados, para conduzir operações. As LLMT passaram a designar-se por Light Field Liaison Teams (LFLT), num total de 22 Equipas, com a Equipa PRT a passar a liderar o RHQ S, um dos 3 existentes, que respondia ao Force HQ em SKOPIA
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 1989-2005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente
Designação Operação Concordia (FYROM)
Período Jun2003-Dec2003
Comandante Maj Art João Pereira e Ten Art Luís Roberto
Unidade Grupo de Artilharia de Campanha
Teatro Operações Macedónia (FYROM - Former Yugoslav Republic of Macedonia)
Operação Concordia - EUFOR
Efetivo 04 militares (02/02/00)
Missão A Operação Concordia marcou a transferência de responsabilidade da Operação Allied Harmony da NATO, para a EU FOR.  A LFLT PRT foi substituída por nova Equipa do GAC, agora apenas com 04 militares. Em 16Dez03, a EU estabeleceu uma missão de polícia, EUPOL PROXIMA, que substituiu a missão da EU FOR na FYROM, em consonância com os objetivos do Acordo Quadro de Ohrid de 2001 e em estreita parceria com as autoridades do país
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 1989-2005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente
Designação 1º BIMec/PKF/UNMISET 2003
Período Jan2003-Jul2003
Comandante TCor Inf Nunes Henriques
Unidade 1ºBIMec
Teatro Operações Timor-Leste
Operação UNMISET / ONU
Efetivo 491
Missão Desenvolver Operações de Apoio à  Paz no quadro da missão das Nações Unidas em Timor-Leste.
Fontes Todos juntos pelo Futuro de Timor Nº 02/ UNMISET/ Agosto de 2003; O Exército Português nos caminhos da PAZ 19892005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada Independente


2003 / 2004
Designação Agr GOLF/ SFOR  2003/2004
Período Jul2003-Jan2004
Comandante TCor Cav Nunes da Fonseca
Unidade upo de Carros de Combater
Teatro Operações Bósnia-Herzegovina (Doboj)
Operação Joint Forge - SFOR/NATO
Efetivo 275
Missão Assegurar o cumprimento da lei e das linhas gerais dos acordos de paz, manter uma presença militar na área de responsabilidade e apoiar a comunidade internacional no estabelecimento de um ambiente estável e seguro para a implementação da componente civil dos acordos de Dayton
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 1989-2005, GabCEME, 2005. Arquivos da Brigada Mecanizada Independente
2004 / 2005
Designação 2º BIMec/SFOR 2004/2005
Período Jul2004-Jan2005
Comandante TCor Inf Barros Duarte
Unidade 2ºBIMec / BrigMec
Teatro Operações Bósnia-Herzegovina  (Doboj)
Operação Joint Endevor  - SFOT/NATO; Althea - EUFOR/EU
Efetivo 275
Missão O 2ºBIMec/SFOR foi a última FND da SFOR e a primeira da EUFOR. A transição significou a mudança para uma forma completamente diferente de operar. Deixou de haver sector ou área de responsabilidade, para passar  a haver uma área prioritária de emprego, contudo, a missão manteve -se a mesma, prevenir a reabertura de hostilidades entre as comunidades sérvia e muçulmana
Fontes O Exército Português nos caminhos da PAZ 19892005, GabCEME, 2005; Arquivos da Brigada Mecanizada.
2005
Designação NATO Training Mission/Iraque 2005
Período Fev2005-Set2005
Comandante TCor  CAV Rui Ferreira
Unidade igada Mecanizadar
Teatro Operações Iraque
Operação NATO Training Mission –Iraq
Efetivo 6
Missão A NATO Training Mission in Iraq (NTM-I) teve como missão providenciar, em cooperação com o Governo de Transição do Iraque e com o Multi National Security Transitional Command for Iraq (MNSTC-I), treino de excelência, apoio em equipamento e apoio técnico às Iraqi Security Forces (ISF) no sentido de apoiar o desenvolvimento efetivo do Iraque, democraticamente dirigido a aumentar as suas condições de segurança
Fontes Arquivos da Brigada Mecanizada.
2006
Designação Componente PRT/EUFOR 2006
Período Jan2006-Jul2006
Comandante TCor Cav Rui Ferreira
Unidade Grupo de Caros de Combate
Teatro Operações Bósnia-Herzegovina  (Doboj)
Operação EUFOR - Althea/EU
Efetivo 206
Missão Conduzir operações na respetiva área de responsabilidade, integrado no Multi-National Maneuvre Battalion (ManBn) da Multi-National Task Force North (MNTF-N), a fim de  contribuir para um ambiente seguro e estável na Bósnia e Herzegovina.
Fontes Arquivos da Brigada Mecanizada.
Designação 1ºBIMec/TACRES/KFOR 2006
Período Mar2006-Set2006
Comandante TCor Inf Mendes Ferrão
Unidade 1ºBIMec / BrigMec
Teatro Operações Kosovo
Operação Joint Guardian – KFOR/NATO
Efetivo 323
Missão Operação de estabilização da paz no KOSOVO como Reserva Tática da KFOR, garantindo a coordenação do seu transporte de e para o TO, bem como a sua sustentação no decurso da operação.
Fontes Diretiva n.º 205/CEME/05 (Aprontamento da FND/ TACRES/KFOR); Arquivos da Brigada Mecanizada
2006 / 2007
Designação NATO Training Mission / Iraque 2006/07
Período Ago2006-Fev2007
Comandante TCor Cav Henrique Mateus
Unidade BrigMec
Teatro Operações aqeer
Operação NATO Training Mission-Iraque
Efetivo 8
Missão A NATO Training Mission in Iraq (NTM-I) teve como missão providenciar, em cooperação com o Governo de Transição do Iraque e com o Multi National Security Transitional Command for Iraq (MNSTC-I), treino de excelência, apoio em equipamento e apoio técnico às Iraqi Security Forces (ISF) no sentido de apoiar o desenvolvimento efetivo do Iraque, democraticamente dirigido a aumentar as suas condições de segurança.
Fontes Arquivos da Brigada Mecanizada
Designação UnEng 1 / UNIFIL 2006/2007
Período Out2006-Abr2007
Comandante TCor Eng Firme Gaspar
Unidade Companhia de Engenharia da BrigMec
Teatro Operações Libano
Operação UNIFIL / ONU
Efetivo 141
Missão A UnEng1/FND/UNIFIL executa trabalhos de construções horizontais e verticais em apoio às unidades da UNIFIL em toda a área de Operações, preparase para contribuir para garantir a liberdade de movimentos em toda a área de Operações e apoiar as Forças Armadas Libanesas e Agências civis em atividades de ajuda humanitária dentro das suas capacidades, de acordo com as orientações do Comando da Força
Fontes Arquivos da Brigada Mecanizada
2007
Designação 2º BIMec/TACRES/KFOR 2007
Período Mar2007-Set2007
Comandante TCor Inf Maia Pereira
Unidade 2ºBIMec
Teatro Operações Kosovo
Operação Joint Guardian – KFOR / NATO
Efetivo 290
Missão O 2º BIMec/KFOR integra a Reserva Tática do Comandante da KFOR (TACRES) e conduz operações em todo o território do KOSOVO para contribuir para um ambiente seguro e estável. À ordem prepara -se para ser empregue na Bósnia Herzegovina.
Fontes Arquivos da Brigada Mecanizada.
2008 / 2009
Designação UnEng 5/UNIFIL 2008/2009
Período Dez2008-Jun09
Comandante TCor Eng Soares Pereira
Unidade Companhia de Engenharia da BrigMec
Teatro Operações Libano
Operação UNIFIL / ONU
Efetivo 141
Missão A UnEng5/FND/UNIFIL executa trabalhos de construções horizontais e verticais em apoio às unidades da UNIFIL em toda a área de Operações, de Dezembro de 2008 a Junho de 2009, prepara-se para contribuir para garantir a liberdade de movimentos em toda a área de Operações e apoiar as Forças Armadas Libanesas e Agências civis em atividades de ajuda humanitária dentro das suas capacidades, de acordo com as orientações do Comando da Força
Fontes Arquivos da Brigada Mecanizada
2009 / 2010
Designação 1ºBIMec/KTM/KFOR 2009/2010
Período Set2009-Mar2010
Comandante TCor Inf Lino Gonçalves
Unidade 1ºBIMec / BrigMec
Teatro Operações sovoo
Operação Joint Guardian – KFOR/NATO
Efetivo 09
Missão Integrar a Reserva Tática da KFOR (KFOR TACRES), a fim de contribuir para a estabilidade regional na Joint Operation Area (JOA) no âmbito do mandato do North Atlantic Council (NAC).
Fontes Testemunhos de catorze anos de FND Destacadas no Kosovo, Fronteira do Caos, 2018; Arquivos da Brigada Mecanizada
2010
Designação UnEng 8/UNIFIL 2010
Período Jun2010-Dez2010
Comandante TCor Eng Monteiro Fernandes
Unidade mpanhia de Engenharia da BrigMeco
Teatro Operações banoi
Operação UNIFIL / ONU
Efetivo 141
Missão Melhoria das suas instalações; conduzir tarefas de construção horizontal e vertical em apoio das unidades da UNIFIL em toda a Área de Operações (AOR); estar preparada para apoiar a Liberdade de Movimentos em toda a AOR; apoiar as Forças Armadas do Líbano e população civil e apoiar atividades humanitárias, sempre de acordo com as suas capacidades e conforme as diretivas do Comandante da UNIFIL
Fontes Arquivos da Brigada Mecanizada
2011
Designação 2º BIMec/TACRES/KFOR 2011
Período Mar2011-Set2011
Comandante TCor Inf  Amaral Lopes
Unidade 2ºBIMec da BrigMec
Teatro Operações Kosovo
Operação Joint Guardian – KFOR / NATO
Efetivo 157
Missão O 2º BIMec / KFOR integra a Reserva Tática do Comandante da KFOR (TACRES) e conduz operações em todo o território do KOSOVO para contribuir para um ambiente seguro e estável. À ordem prepara-se para ser empregue na Bósnia Herzegovina
Fontes Testemunhos de catorze anos de FND Destacadas no Kosovo, Fronteira do Caos, 2018; Arquivos da Brigada Mecanizada
2011 / 2012
Designação 3CN/ISAF 2011/2012
Período Out2011-Abr2012
Comandante Cor PQ Assoeira Almendra
Unidade Quartel da Cavalaria da BrigMec
Teatro Operações Afeganistão (Kaia, Wardac e Camp Warehouse)
Operação NATO/ISAF
Efetivo 192
Missão Formar, treinar e assessorar as unidades das Afghan National Security Forces, com vista ao seu emprego operacional; Ministrar instrução básica e complementar, formar formadores e assessorar as ações de formação nos Centros de Formação; Garantir a gestão e controlo dos materiais, equipamentos e munições à  sua disposição no Teatro de Operações; Garantir a sustentação e proteção da própria força; Apoiar outros militares nacionais em missão no TO.
Fontes Portugal, 12 amos de participação na ISAF, Livro do 8ºContingente Nacional, 2014; http://www.operacional.pt/portugal-no-afeganistao Arquivos da Brigada Mecanizada
2012
Designação 4CN/ISAF 2012
Período Abr2012-Out2012
Comandante Cor Inf António Leitão
Unidade Quartel da Cavalaria da BrigMec
Teatro Operações Afeganistão (Kaia, Wardac e Camp Warehouse)
Operação NATO/ISAF
Efetivo 192
Missão Formar, treinar e assessorar as unidades das Afghan National Security Forces, com vista ao seu emprego operacional; Ministrar instrução básica e complementar, formar formadores e assessorar as ações de formação nos Centros de Formação; Garantir a gestão e controlo dos materiais, equipamentos e munições à  sua disposição no Teatro de Operações; Garantir a sustentação e proteção da própria força; Apoiar outros militares nacionais em missão no TO
Fontes Revista do 4CN/ISAF Portugal, 12 amos de participação na ISAF, Livro do 8ºContingente Nacional, 2014; http://www.operacional.pt/portugal-no-Afeganistão Arquivos da Brigada Mecanizada.
Designação UnEng 11/UNIFIL 2012
Período Jan2012-Jul2012
Comandante TCor Eng Martins Costa
Unidade mpanhia de Engenharia da BrigMeco
Teatro Operações Líbano
Organização ONU (UNFIL)
Efetivo 131
Missão A melhoria das suas instalações; conduzir tarefas de construção horizontal e vertical em apoio das unidades da UNIFIL em toda a Área de Operações (AOR); estar preparada para apoiar a Liberdade de Movimentos em toda a AOR; apoiar as Forças Armadas do Líbano e população civil e as atividades humanitárias, sempre de acordo com as suas capacidades e conforme as diretivas do Comandante da UNIFIL
Fontes Arquivos da Brigada Mecanizada
2012 / 2013
Designação Agr INDIA/ KFOR 2012/2013
Período Set2012-Mar2013
Comandante TCor Cav José Talambas
Unidade upo de Carros de Combater
Teatro Operações Kosovo
Operação Joint Guardian – KFOR/NATO
Efetivo 164
Missão Integrar a Reserva Tática da KFOR (KFOR TACRES), a fim de contribuir para a estabilidade regional na Joint Operation Area (JOA) no âmbito do mandato do North Atlantic Council (NAC).
Fontes Arquivos da Brigada Mecanizada
2013 / 2014
Designação 7CN/ISAF 2013/2014
Período Nov2013-Mai2014
Comandante Cor Cav Meireles dos Santos
Unidade Quartel da Cavalaria da BrigMec
Teatro Operações Afeganistão (Kaia, Wardac e Camp Warehouse)
Operação NATO / ISAF
Efetivo 197
Missão Formar, treinar e assessorar as unidades das Afghan National Security Forces, com vista ao seu emprego operacional; Ministrar instrução básica e complementar, formar formadores e assessorar as ações de formação nos Centros de Formação; Garantir a gestão e controlo dos materiais, equipamentos e munições à  sua disposição no Teatro de Operações; Garantir a sustentação e proteção da própria força; Apoiar outros militares nacionais em missão no TO
Fontes Portugal, 12 amos de participação na ISAF, Livro do 8ºContingente Nacional, 2014; http://www.operacional.pt/portugal-no-afeganistao; 7º Contingente Nacional, Afeganistão 2013-2014; Arquivos da Brigada Mecanizada
2014
Designação 1ºBIMec/KTM/KFOR 2014
Período Mar2014-Out2014
Comandante TCor Inf  Pedro Teixeira
Unidade 1ºBIMec / BrigMec
Teatro Operações Kosovo
Operação Joint Guardian – KFOR/NATO
Efetivo 181
Missão Integrar a Reserva Tática da KFOR (KFOR TACRES), a fim de contribuir para a estabilidade regional na Joint Operation Area no âmbito do mandato do North Atlantic Council
Fontes Arquivos da BrigMec Da fundação do BIMec ao 1º BIMec: o futuro de nós dirá,  setembro de 2014.
2015 / 2016
Designação 2ºBIMec/KTM/KFOR 2016
Período Out2015-Abr2016
Comandante TCor Inf Carlos Macieira
Unidade 2ºBIMec / BrigMec
Teatro Operações Kosovo
Operação Joint Guardian – KFOR/NATO
Efetivo 181
Missão O KTM/TACRES/KFOR conduz operações de Outubro de 2015 a Abril de 2016 em todo o território do Kosovo para contribuir para um ambiente seguro e estável; À ordem reforça a EUFOR na Bósnia Herzegovina
Fontes EMGFA
2016 / 2017
Designação 4º CN/OIR 2016/2017
Período Nov2016-Mai2017
Comandante Major Inf  Samuel Jesus
Unidade BIMec
Teatro Operações Iraque ( Besmayah )
Operação NATO/Operation Inherent Resolve
Efetivo 30
Missão integrar a TF BESMAYA, garantir o treino e formação às Forças de Segurança Iraquianas (FSI), gerir e controlar o pessoal e materiais do Contingente Nacional (CN) e dentro das suas possibilidades apoiar os outros militares nacionais em missão no Teatro de Operações (TO) do Iraque, contribuindo para o cumprimento da Fase 2 do plano de Campanha da Operation Inherent Resolve (OIR).
Fontes 4ºCN/FND/OIR; Arquivos da BrigMec. http://www.operacional.pt/iraque-brigada -mecanizada-na-formacao-da-guarda-de -fronteira/
Designação 6º CN/OIR 2017/2018
Período Nov2017-Mai2018
Comandante Maj Art Sandro Geraldes
Unidade Grupo de Artilharia de Campanha
Teatro Operações Iraque (Besmayah)
Operação NATO/Operation Inherent Resolve
Efetivo 30
Missão integrar a TF BESMAYA, garantir o treino e formação às Forças de Segurança Iraquianas (FSI), gerir e controlar o pessoal e materiais do Contingente Nacional (CN) e dentro das suas possibilidades apoiar os outros militares nacionais em missão no Teatro de Operações (TO) do Iraque, contribuindo para o cumprimento da Fase 2 do plano de Campanha da Operation Inherent Resolve (OIR).
Fontes 6ºCN/FND/OIR; Arquivos da BrigMec.

LigaçõesEditar