Brilhante (telenovela)

telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo

Brilhante é uma telenovela brasileira exibida pela TV Globo originalmente de 28 de setembro de 1981 a 27 de março de 1982 em 155 capítulos. Substituiu Baila Comigo e foi substituída por Sétimo Sentido na faixa das 20 horas,[1] sendo a 27.ª "novela das oito" produzida pela emissora.

Brilhante
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 50 minutos
Criador(es) Gilberto Braga
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Daniel Filho
Produtor(es) Daniel Filho
Produtor(es) executivo(s) José Antônio Tauil
Editor(es) João Paulo Carvalho
Beto Mariano
Roteirista(s) Gilberto Braga
Euclydes Marinho
Leonor Bassères
Elenco
Tema de abertura "Luiza", Tom Jobim
Composto por Tom Jobim
Empresa(s) produtora(s) TV Globo
Localização Rio de Janeiro, RJ
Exibição
Emissora original TV Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
Formato de áudio monaural
Transmissão original 28 de setembro de 1981 – 27 de março de 1982
Episódios 155

Escrita por Gilberto Braga, com colaboração de Euclydes Marinho e Leonor Bassères, tem direção de Marcos Paulo, José Carlos Piéri e Ary Coslov. A direção geral e a produção é de Daniel Filho, e a produção executiva, de José Antônio Tauil.[1]

Conta com Vera Fischer, Tarcísio Meira, Renée de Vielmond, José Wilker, Fernanda Montenegro, Mário Lago, Cláudio Marzo e Renata Sorrah nos papéis principais.[1]

EnredoEditar

O comércio de jóias e pedras preciosas, e o mistério sobre uma jazida de esmeraldas no Pantanal são o fio-condutor de toda trama. Luiza é uma bela designer de jóias que, a passeio em Londres, reencontra uma antiga amiga, Vera, e acaba testemunhando a morte do marido dela, Oswaldo. De volta ao Brasil, Luiza se surpreende ao ver o mesmo homem vivo, mas com outra identidade, Sidney Ribeiro. Na mesma altura, Luiza entra em contato com a família Newman, donos da empresa de fabricação e venda de joias onde ela trabalha. A matriarca da família é a prepotente Chica Newman, que se encanta com a jovem e vê a chance de casá-la com seu filho Inácio, um homossexual. Entretanto, Luiza acaba apaixonando-se por Paulo César, genro de Chica. Paulo, que já vivia um casamento em crise, abandona a mulher, Maria Isabel, e inicia um romance com Luiza.

Enquanto isso, obstinada em arrumar uma esposa para o filho, Chica encontra na carreirista Leonor uma aliada. A moça, filha da não menos interesseira Edite, é funcionária de sua empresa e aceita abandonar o marido, o taxista Carlos, para casar-se com Inácio Newman.

ProduçãoEditar

Depois de ter escrito dois grandes sucessos no horário nobre, Gilberto Braga voltava mais uma vez com a missão de repetir o mesmo feito das suas tramas anteriores[2]. Porém o resultado não foi o esperado: a trama se tornou um grande fracasso no horário nobre e na carreira do autor. Inclusive o mesmo não esconde de ninguém a sua imensa insatisfação[2].

A novela também sofreu censura por parte do governo Federal, que não permitia a veiculação da palavra homossexual. Isso de uma certa forma atrapalhou o andamento da história pois essa era a condição do personagem Inácio (Denis Carvalho)[2].

Foi a primeira telenovela do roteirista Euclydes Marinho, que atuava como colaborador. Porém ele abandonou a trama antes do fim, alegando insatisfação com o enredo. Em seu lugar entrou Leonor Bassères, em sua primeira parceria com Gilberto Braga[2].

ElencoEditar

Ator Personagem
Vera Fischer Luiza Sampaio
Tarcísio Meira Paulo César Carvalho
Fernanda Montenegro Francisca Newman (Chica)
Denis Carvalho Inácio Newman
José Wilker Sidney da Costa Pinto
Osvaldo Mesquita
Renée de Vielmond Maria Isabel Newman Carvalho
Renata Sorrah Leonor Negreiros
Jardel Filho Bruno Newman
Célia Helena Regina Newman
Cláudio Marzo Carlos Andrade
Joana Fomm Virgínia Sampaio
Mário Lago Vítor Newmann
Laura Cardoso Alda Sampaio
Rodolfo Mayer Ernani Sampaio
Rosita Thomaz Lopes Letícia Cardoso
Eloísa Mafalda Edith Negreiros
Sérgio Mamberti Galeno Sampaio
Suzana Faini Renée Toledo Sampaio
Kadu Moliterno Afonso Negreiros
Carla Camurati Sônia Newmann
Nádia Lippi Vânia Cardoso
Caíque Ferreira Frederico Toledo Sampaio (Fred)
Fernanda Torres Marília Newmann Carvalho
Rômulo Arantes Osmar
Oswaldo Louzada Leonel da Costa Pinto
Lídia Mattos Nilza Amaral
Paulo Porto Guilherme da Costa Pinto
João Paulo Adour Sérgio
Márcia Rodrigues Yara
Arthur Muhlemberg Gustavo Amaral (Guto)
Neuza Caribé Cecília Amaral (Ciça)
Renato Pedrosa Ulisses
Maria Gladys Dinalva
Anselmo Vasconcelos Detetive Tavares
Janser Barreto Lino
Luciano Sabino Ricardo (Rick)
Graziela Di Laurentis Heloísa
Maria de Fátima Camatta Jussara
Maurício Barroso Serpa
Fábio Villa Verde Silvio Newman Carvalho

Participações especiaisEditar

Ator Personagem
Aracy Balabanian Vera Mesquita
Buza Ferraz Cláudio
Francisco Milani Wanderley Amaral
Mauro Mendonça Fernando
Beatriz Lyra Carmem
Eduardo Conde Edvaldo
Ítalo Rossi Delegado Rufino
Yara Lins Matilde Mesquita
Thelma Reston Mariazinha
Andréa Beltrão Neuza
Renato Coutinho Inspetor Clóvis
Hileana Menezes Kyra
Ilma da Costa Santos Creuza
Amelin Fiani Vitória
Magda de Carvalho Vanda
José Maria Passos Amaury
Jorge Ramos Getúlio
Paschoal Villaboim Dr. Flaksman

Trilha SonoraEditar

NacionalEditar

  1. "Me Deixas Louca" - Elis Regina (tema de Luiza e Paulo César)
  2. "Dans Mon Île" - Caetano Veloso (tema de Leonor)
  3. "Meu Bem, Meu Mal" - Gal Costa (tema de Maria Isabel)
  4. "Mistério" - Ângela Rô Rô
  5. "Decisão" - Joanna
  6. "Luiza" - Tom Jobim (tema de abertura)
  7. "Naquela Noite Com Yoko" - Simone
  8. "Acontecências" - Cláudio Nucci (tema de locação: Pantanal)
  9. "De Leve (Get Back)" - Lulu Santos (tema de Fred)
  10. "Doce de Coco" - Elizeth Cardoso (tema de Ernani e Alda)
  11. "Luzes e Estrelas" - Edson e Terezinha (tema de Ciça)
  12. "Canção da Manhã Feliz" - Nana Caymmi

Enquanto Brilhante era exibida, a cantora Elis Regina faleceu em 19 de Janeiro de 1982. Sua canção "Me deixas Louca" fez parte da trilha nacional da telenovela. Em 2012 a mesma canção foi regravada pela filha da cantora, Maria Rita, e fez parte da trilha sonora da telenovela brasileira "Salve Jorge" de Gloria Perez.

InternacionalEditar

  1. "Comin' In And Out Of Your Life" - Barbra Streisand (tema de Maria Isabel)
  2. "Do You Miss Me?" - Morris Albert (tema de Edite)
  3. "Hurt" - Carly Simon (tema de Leonor)
  4. "Good Time Tonight" - Kool & The Gang / "Queen Of Hearts" - Linda Kooly
  5. "If Leaving Me Is Easy" - Phil Collins (tema de Fred e Marília)
  6. "Love Games" - Ian and Christopher
  7. "Sugar" - Ronay
  8. "Murmures" - Richard Clayderman
  9. "You Weren't In Love" - Mick Fleetwood [3]
  10. "Old Photographs (Casinha Branca)" - Jim Capaldi
  11. "Little Darling" - Sheila
  12. "Take Me Now" - David Gates (tema de Luiza e Paulo César)
  13. "Angelica And Ramone" - Secret Service (tema de Fred e Marília)
  14. "Song Of Laura" - Sound Orchestra

Referências

  1. a b c Nilson Xavier. «Brilhante». Teledramaturgia. Consultado em 16 de dezembro de 2015 
  2. a b c d e «Há 40 anos, Gilberto Braga experimentou seu primeiro fracasso na Globo». TV História. 28 de setembro de 2021. Consultado em 23 de outubro de 2021 
  3. Som incluído na coletânea: Love Flashback 2

Ligações externasEditar