Abrir menu principal

Brooklin Novo é uma área comercial e mais moderna do bairro nobre do Brooklin, pertencente ao distrito do Itaim Bibi, na Zona Sudoeste da cidade de São Paulo, Brasil.[1] É delimitada pelas avenidas dos Bandeirantes, das Nações Unidas, Santo Amaro e Jornalista Roberto Marinho

Brooklin Novo
Bairro de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg
São Paulo CBD.jpg
Fundação 1922 (97 anos)
Habitantes 81.456 hab (2000)
Zona de valor do CRECI Zona B
Distrito Itaim Bibi
Subprefeitura Pinheiros
Região Administrativa sudoeste

Limita-se com o Brooklin Velho e os bairros de: Vila Olímpia, Moema, Vila Cordeiro e o distrito do Morumbi.

Índice

HistóriaEditar

 
Vista aérea da região e do bairro de Vila Cordeiro ao lado esquerdo da ponte estaiada.

Devido à proximidade com o bairro de Vila Olímpia, ambos possuem uma história muito semelhante, pois foram criados e desenvolveram-se na mesma época. Encontram-se na várzea do Rio Pinheiros, que historicamente inundava a região. Essas desvantagens faziam-no abrigar indústrias de médio e grande porte, como as fábricas da Caloi[2], Kibon e Bombril.[3] Em 1911 foi fundada no bairro a Sociedade Hípica Paulista, clube que revelou nomes consagrados no hipismo, como Luíza Almeida e Doda.[4]

Nos anos 1980 em diante, passa por um processo de gentrificação feito pela prefeitura da cidade e o governo estadual. Em função desse processo houve um boom imobiliário, ou seja, uma enorme atração do setor para a construção de investimentos residenciais e comerciais de alto padrão na área. Na década de 2000, são inauguradas a estação Berrini da linha 9 da CPTM e Ponte Octávio Frias de Oliveira, ao mesmo tempo que figurava-se como um dos centros financeiros da cidade.

CaracterísticasEditar

 
A Ponte Octávio Frias de Oliveira, o marco do bairro.

É uma área residencial e comercial, sendo um dos centros financeiros paulistanos. Sua via principal, a Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, possui cerca de cem edifícios comerciais e abriga sedes de empresas multinacionais, hotéis de luxo, centrais de canais de televisão e consulados.[5][6]

Apresenta diversos ícones da arquitetura moderna da cidade, como o Centro Empresarial Nações Unidas, complexo comercial onde encontram-se alguns dos maiores edifícios do país, além do luxuoso Hotel Hilton de São Paulo. Possui uma ligação subterrânea com o World Trade Center de São Paulo, outro complexo empresarial. Em frente ao Nações Unidas, foi construída a Ponte Octávio Frias de Oliveira, que hoje é um dos mais famosos cartões postais da cidade. Outros marcos arquitetônicos presentes são: o Edifício Mandarim e Plaza Centenário.

Seus moradores, "brooklinianos", são representados pela Sociedade Amigos do Brooklin Novo, instituição que visa a manutenção das áreas verdes existentes e a preservação da horizontalidade da região.[7] O policiamento da área é feito pela 4ª Cia. do 12° Batalhão da Polícia Militar e a Polícia Civil encontra-se no 96°Distrito Policial - Brooklin.

É uma das localidades paulistanas que recebe mais investimentos privados, o que a torna alvo da especulação imobiliária. Bairros vizinhos são denominados como sua continuação, caso de Vila Cordeiro onde localizam-se a TV Globo São Paulo[8] e o Hotel Hyatt;[9] e Vila Gertrudes, onde estão localizados o Morumbi Shopping[10] , a sede da Vivo, o Market Place Shopping Center e o RochaVerá Plaza. A região é classificada pelo CRECI como "Zona de Valor B", assim como outras áreas nobres da capital como Jardim Paulistano, Vila Olímpia e Pinheiros.[11]

Localizado na Zona Sudoeste de São Paulo,[1] é servido pela estação ferroviária Berrini, estação que faz parte da Linha 9-Esmeralda da CPTM,[12][13]

Em 1922 se tornou bairro, quando teve seus terrenos loteados e divididos entre três compradores: Afonso de Oliveira Santos, a Fábrica Votorantim e Júlio Klaunig com Álvaro Rodrigues.

O nome foi escolhido pela Light, como uma homenagem ao famoso bairro do Brooklin, em Nova York. Além do nome, os dois bairros têm algumas semelhanças: ambos têm grandes centros comerciais instalados na sua região; o Brooklin paulista abriga várias empresas multinacionais, principalmente na Avenida Luiz Carlos Berrini. Outra semelhança é o uso de pontes para desafogar o trânsito; a principal é a Ponte Estaiada[14] que liga o bairro à Marginal Pinheiros e à Zona Sul. A ponte é um dos mais recentes cartões postais da cidade.

O Brooklin abriga uma grande quantidade de bares e restaurantes, além da gastronomia, possui cinema, música, artesanato e uma série de atividades culturais para crianças, jovens e adultos.[15]

EventosEditar

Uma das festas mais tradicionais é a Brooklinfest, festa típica alemã, que ocorre em duas edições no ano, em maio e outubro, chamadas de Mayfest e Octobefest respectivamente. Suas ruas são enfeitadas com as cores da bandeira alemã e tem como principais atrações o chopp alemão e uma variedade de salsichões e outros quitutes típicos da Alemanha, como os cortes de carne de porco, pratos com bastante batata e repolho, cucas e strudel. A festa é organizada pela AEMB- Associação dos Empreendedores e Moradores do Brooklin, e acontece todos os anos entre as ruas Joaquim Nabuco, Barão do Triunfo, Princesa Isabel e Bernardino de Campos. O evento, que tem início pela manhã e termina apenas à noite, além da típica culinária alemã, reúne também artesanato, apresentações de música e danças, poesia, exposições, literatura, historiadores e pesquisadores paulistas da imigração alemã, entre outras atrações.[16]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Regional Pinheiros - Histórico». "Itaim Bibi [...] Distrito da cidade de São Paulo, localizado na região sudoeste da cidade, esse antigo loteamento de terras adquiridas pelo general José Vieira Couto de Magalhães abrange bairros como a Vila Olímpia, famoso pela agitada vida noturna, com seus restaurantes e casas de dança, Brooklin Paulista e Brooklin Novo onde se instalaram várias empresas multinacionais nos últimos anos. Prefeitura de São Paulo. Consultado em 2 de maio de 2017. Cópia arquivada em 2 de maio de 2017 
  2. CALOI
  3. A Empresa
  4. «Sociedade Hípica paulista comemora 100 anos de história». SporTV. 27 de agosto de 2011. Consultado em 30 de abril de 2017 
  5. Consulados
  6. Consulados Internacionais
  7. SABRON - Sociedade Amigos do Brooklin Novo
  8. Memória Globo 2007
  9. Festas em hotéis atraem paulistanos e turistas no Réveillon de SP
  10. Morumbi Shopping
  11. «Pesquisa CRECI» (PDF). 11 de julho de 2009. Consultado em 13 de julho de 2009 
  12. «Nossa História| CPTM». www.cptm.sp.gov.br. Consultado em 30 de abril de 2017 
  13. «Berrini -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 30 de abril de 2017 
  14. «Ponte estaiada é indicada para vencer grandes vãos». Portal AECweb. Consultado em 30 de abril de 2017 
  15. «Conheça o Brooklin, o bairro que combina o melhor da modernidade e do conforto – São Paulo Antiga». www.saopauloantiga.com.br. Consultado em 30 de abril de 2017 
  16. name, Your. «AEMB - Associação dos Empreendedores e Moradores do Brooklin». www.aemb.org.br. Consultado em 30 de abril de 2017 

Ligações externasEditar