Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para o fundador da Ordem dos Cartuxos, veja Bruno de Colônia. Para outros significados, veja São Bruno (desambiguação).
São Bruno de Würzburg
Estátua de São Bruno em Würzburg
Príncipe-bispo de Würzburg
Nascimento c. 1005
Morte 27 de maio de 1045
Veneração por Igreja Católica
Festa litúrgica 27 de maio
Gloriole.svg Portal dos Santos

Bruno de Würzburg (em latim: Bruno Herbipolensis), conhecido também como Bruno da Caríntia, foi um chanceler imperial da Itália de 1027 até 1034 para o imperador Conrado II, de quem era parente, e de 1034 até sua morte, príncipe-bispo de Würzburg.

VidaEditar

Bruno era filho de Conrado I, duque da Caríntia, e de Matilda da Suábia, sendo, portanto, primo de Conrado II. Ele cortejou Agnes de Poitou em nome do filho e sucessor de Conrado, Henrique III. E o acompanhou em sua segunda campanha contra os húngaros, durante a qual Bruno faleceu em um acidente em Persenbeug, às margens do Danúbio na presente Baixa Áustria. O cortejo de Henrique III havia parado na residência da condessa Richlinde de Ebersberg, que enfrentava a tarefa de distribuir as terras e propriedades de seu recém-falecido marido, o conde Adalbero II de Ebersberg. Durante um grande banquete servido pela condessa, um pilar que sustentava o salão de jantar ruiu, provocando o desmoronamento de todo o piso. O rei ficou apenas pouco ferido, mas a condessa, Bruno e o abade Altmann da Abadia de Ebersberg ficaram tão feridos que não sobreviveram mais que uns dias. Os "Anais de Abadia de Niederaltaich" acrescentam ainda um toque lendário à ocasião: antes da festa, em Strudengau, no Danúbio perto de Grein, o diabo teria aparecido para o bispo e o ameaçado, mas Bruno o havia repelido. O corpo de Bruno foi então levado à sua casa em Würzburg.

Na época estavam em construção muitas catedrais e, a partir de 1040, Bruno havia começado a Catedral de Würzburg. A consagração da cripta em 16 de junho de 1045 foi então combinada com a cerimônia de seu funeral. Apesar de ele não ter sido canonizado pela Igreja Católica, é reverenciado ainda assim como santo e festejado no dia 27 de maio.

ObrasEditar

Bruno escreveu um conhecido comentário sobre os Salmos, ao qual ele anexou uma análise de dez hinos bíblicos, basicamente um conjunto de trechos de obras dos Padres da Igreja.

BibliografiaEditar

  • Peter Kolb and Ernst-Günther Krenig (eds.), 1989: Unterfränkische Geschichte, pp. 229–232. Würzburg

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bruno de Würzburg