Abrir menu principal

Wubei Zhi

(Redirecionado de Bubishi)


武備志
Wubei Zhi
Autor(es) Mao Yuanyi
Idioma Chinês
País  China
Assunto Estratégia militar
Lançamento 1621

Wubei Zhi (chinês: 武備志, pinyin: Wǔbèi Zhì; Tratado sobre tecnologia armamentícia ou Registros sobre armamentos e provisões militares), também conhecido por seu nome japonês Bubishi, é o mais amplo livro militar da história chinesa. Foi compilado em 1621 por Mao Yuanyi (chinês: 茅元儀, pinyin: Máo Yuányí, 1594 - 1640?), um oficial de tropas marítimas durante a dinastia Ming.[1]

Preocupado com as condições militares do governo de sua época, Mao se dedicou durante 15 anos a pesquisar mais de dois mil livros e compilou seus conhecimentos no Wubei Zhi, que consiste de 5 partes e 240 capítulos, organizados em 91 volumes.[1]

Mao trata de diversos assuntos militares, incluindo planejamento de guerra, organização de tropas, combate armado e desarmado, entre outros. Seu conteúdo estava disponível apenas a militares autorizados e burocratas do governo.

Durante a dinastia Qing, autoridades baniram a obra por medo de que caísse em mãos inimigas.[1]

Bubishi de OkinawaEditar

O Bubishi de Okinawa é uma coletânea de textos chineses sobre gongfu, sua história e aplicações de suas técnicas, focado principalmente no estilo da Garça Branca e punho Shaolin.[1]

Está organizado em 32 artigos que tratam sobre a história do gongfu Garça Branca, filosofia moral, ervas medicinais, técnicas de defesa, treino e técnicas de golpes mortais em pontos vitais. Acredita-se que o Bubishi seja uma coletânea de diversos textos, não sendo apontado um autor especificamente.[1]

Importância para o KaratêEditar

Muitos dos grandes mestres de karatê foram influenciados pelos ensinamentos contidos no Bubishi. Kenwa Mabuni, criador do estilo Shito-ryu, conta em seu livro de 1934 Kobo Jizai Karate Kempo Seipai no Kenkyu que fez uma cópia do livro Bubishi que seu mestre, Anko Itosu, possuía, tendo-o usado em sua pesquisa. Nesse mesmo ano, Mabuni tornou o Bubishi público.[1]

Uma parte considerável do livro Karate-do Kyohan de Gichin Funakoshi, fundador do estilo Shotokan, foi tirada diretamente do Bubishi.[1]

Chojun Miyagi escolheu o nome Goju-ryu para seu estilo de karatê a partir do artigo 13 do Bubishi, que diz que a inalação representa a suavidade e a exalação caracteriza a dureza.[1]

Referências

  1. a b c d e f g h McCarthy, Patrick (2016). Bubishi: The classic manual of combat. [S.l.]: Tuttle Publishing 
  Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.