Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados de buraco (em nível de desambiguação), veja Buraco.

Em Astrofísica, buraco branco é um objeto teórico previsto pela teoria da relatividade que funciona como um buraco negro de tempo-invertido. Como um buraco negro é uma região no espaço em que nada pode escapar, a versão tempo-invertida do buraco branco é uma região no espaço em que nada pode cair.[1]. Supostamente, na supernova GRB 060614, existiu um buraco branco, que ficou visível por aproximadamente 102 segundos.

OrigemEditar

Os buracos brancos aparecem como parte de uma das soluções de Karl Schwarzschild para as equações da relatividade geral de Einstein, em que é descrito um buraco de minhoca de Schwarzschild.[2] Em uma das pontas do buraco de minhoca há um buraco negro sugando matéria, luz e tudo mais, e, na outra ponta, um buraco branco, criando/expelindo matéria e luz.

Mesmo que isso possa dar a entender que os buracos negros em nosso universo possam se conectar a buracos brancos em outros lugares, isso não é considerado possível de existir por duas razões. Primeiro, porque os buracos de minhoca de Schwarzschild são instáveis, desconectando-se assim que se formam.[1] Em segundo lugar, os buracos de minhoca de Schwarzschild são uma solução válida apenas enquanto nenhuma matéria interage com o buraco.

A existência de buracos brancos desconectados de buracos negros é duvidosa, já que tais hipóteses parecem violar a segunda lei da termodinâmica[3][4]

Ou seja, buracos brancos são entidades físicas matematicamente viáveis, o que não quer dizer que existam na natureza.[1]

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre astronomia é um esboço relacionado ao Projeto Astronomia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.