Buritinópolis

Buritinópolis é um município brasileiro do interior do estado de Goiás, na Região Centro-Oeste do país. A população estimada em 2015, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) é de 3.394 habitantes. É considerado um local pacato e de pessoas hospitaleiras. Passou a se chamar Buritis, sendo distrito de Mambaí. Com a emancipação, em 9 de abril de 1992, o município passou a chamar-se Buritinópolis, devido ao Rio Buriti, e como homenagem a Martinópolis. O município apresenta o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010) de 0,704.

Buritinópolis
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Buritinópolis
Bandeira
Brasão de armas de Buritinópolis
Brasão de armas
Hino
Gentílico buritinopolense
Localização
Localização de Buritinópolis em Goiás
Localização de Buritinópolis em Goiás
Mapa de Buritinópolis
Coordenadas 14° 28' 44" S 46° 24' 28" O
País Brasil
Unidade federativa Goiás
Distância até a capital Não disponível
História
Fundação 9 de abril de 1992 (28 anos)
Aniversário 9 de abril
Administração
Prefeito(a) Ana Paula (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 268,115 km²
População total (Censo IBGE/2010[2]) 3 321 hab.
Densidade 12,4 hab./km²
Clima Tropical (Aw)
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [3]) 0,704 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 13 992,355 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 3 932,65

HistóriaEditar

Buritinópolis tem sua história iniciada por volta de 1950. A população que habitava a fazenda Martinópolis, à margem do Rio Corrente, construiu ponte de acesso a Alvorada, por duas vezes, e, na época da cheia, as águas derrubavam a ponte.

A população, que já tinha a intenção de morar em uma cidade estruturada, se cansou das dificuldades e decidiu mudar para as terras doadas pelos pequenos proprietários da região, às margens do Rio Buriti, por volta de 1975. Foi construída a igreja em louvor de São Francisco Xavier, padroeiro do lugar.

A população morava em barracos de tábuas, que proliferavam no local. Assim, a pequena cidade começou a se desenvolver.

Passou a se chamar Buritis, sendo distrito de Mambaí. Com a emancipação, em 9 de abril de 1992, o município passou a chamar-se Buritinópolis, devido ao Rio Buriti, e como homenagem a Martinópolis.

Formação AdministrativaEditar

Distrito criado com a denominação de, Martinópolis de Goiás, ex-povoado pela lei municipal nº 15, de 05/12/1963, subordinado ao município de Mambai. 

Em divisão territorial datada de 31/12/1963, o distrito Martinópolis, figura no município de Mambaí. 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1988.

Elevado à categoria de município com a denominação de Buritinópolis , pela lei estadual nº 11.705, de 29/04/1992, desmembrado de Mambaí. Sede no atual distrito Buritinópolis ex-povoado de Martinópolis de Goiás. Constituído do distrito sede. Instalado em 01/01/1993.

Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído do distrito sede, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Vilas e PovoadosEditar

Alguns povoados e vilas se formaram na área do município, como: Vila Nova, Santa Rita, Currais, Lagoa Nova, Capoeira do Meio, Angical, Sobrado, Buritizinho dentre outros.

Ver tambémEditar

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 4 de setembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre municípios do estado de Goiás é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.