Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde fevereiro de 2014). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

O código de um programa de computador escrito na linguagem Java é compilado para uma forma intermediária de código denominada bytecode, que é interpretada pelas Máquinas Virtuais Java (JVMs). É essa característica que faz com que os programas Java sejam independentes de plataforma, executando em qualquer sistema que possua uma JVM. Cada opcode tem o tamanho de um byte — daí o seu nome — e assim o número de diferentes códigos de operação está limitado a 256. Os 256 possíveis valores para códigos de operação não são todos utilizados. Na verdade, alguns dos códigos foram inclusive reservados para nunca serem implementados.

Um programador Java não precisa entender — e nem tomar conhecimento — dos bytecodes Java para ser proficiente na linguagem, da mesma forma que um programador de qualquer linguagem de alto nível compilada para linguagem de máquina não precisa conhecer a linguagem de montagem do computador hospedeiro para escrever bons programas naquela linguagem.

Montadores de Bytecode JavaEditar

Existem alguns montadores que permitem que se escrevam programas diretamente em bytecodes Java. Normalmente, esse tipo de ferramenta é útil para desenvolvedores de compiladores, e também para se estudar detalhadamente o comportamento das máquinas virtuais Java disponíveis no mercado. Dentre os montadores de bytecode Java disponíveis destacam-se:

Outras linguagensEditar

Existem compiladores para outras linguagens de programação que geram bytecode Java. Por exemplo:

  • JGNAT e AppletMagic, que são compiladores para a linguagem Ada.
  • Groovy, que é uma linguagem de script baseada em Java.
  • JEiffel e SmartEiffel, que geram bytecode Java para a linguagem Eiffel.
  • Conversores de C para Java que geram código diretamente para bytecode Java.
  • Conversores de linguagem Pascal para Java e compiladores Pascal que geram bytecode Java.

BibliografiaEditar

  • Alves-Foss, Jim (1999). Formal Syntax and Semantics of Java (em inglês). Heidelberg: Springer-Verlag. 404 páginas. ISBN 3-540-66158-1 
  • Engel, Joshua (1999). Programming for the Java Virtual Machine (em inglês). Reading, Massachusetts: Addison-Wesley. 488 páginas. ISBN 0-201-30972-6 
  • Lindholm, Tim; Yellin, Frank (1999). The Java Virtual Machine Specification (em inglês) 2ª ed. Reading, Massachusetts: Addison-Wesley. 473 páginas. ISBN 0-201-43294-3 

Ligações externasEditar


  Este artigo sobre programação de computadores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.