Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde agosto de 2012). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Dr. Candido Benício da Silva Moreira, 1º Secretário do Conselho Municipal (Bento Barboza, publicado em Revista Theatral, n. 22, 1894).

Cândido Benício da Silva Moreira, ou popularmente Cândido Benício, (Niterói, 1864Rio de Janeiro 19 de dezembro de 1897) foi um médico e político brasileiro.

Apesar de nascido em Niterói, Cândido Benício foi muito jovem trabalhar no Rio de Janeiro como médico sanitarista na localidade de Jacarepaguá, então área rural da capital federal. Logo se tornou muito querido pela população do bairro, que o elegeu em 1892 para a Intendência Municipal (cargo equivalente ao de vereador nos dias atuais).

No dia 10 de junho de 1896 casou-se com Ana Rangel Vasconcelos Moreira (Dona Nicota), falecida em 1952. Em 4 de abril de 1897, nascia o que seria o filho único do casal: Carlos Benício da Silva Moreira (1897-1944). A felicidade, porém, durou pouco, pois, vitimado por doença grave, Cândido Benício faleceria oito meses após o nascimento do menino, no dia 19 de dezembro de 1897, em Jacarepaguá. O sepultamento foi realizado no Cemitério do Pechincha, com a presença de boa parte da população de local, inclusive o Barão da Taquara e sua esposa.

Atualmente a Praça Seca, bairro da XVI Região Administrativa Jacarepaguá, possui como nome de sua principal via rua Cândido Benício, importante ligação entre Madureira e os outros bairros de Jacarepaguá. Na casa onde morou Cândido Benício funcionava o Educandário N. S. da Vitória, que foi desativado em 1999.

Ligações externasEditar