Abrir menu principal

César Troncoso Barros (Montevidéu, 5 de abril de 1963) é um ator uruguaio.

Após largar uma ocupação num escritório de contabilidade, fez cursos de artes cênicas e iniciou a carreira no teatro. Além do teatro, atuando em peças no Uruguai e na Argentina, também se dedica ao cinema e à televisão, com trabalhos no Brasil e Espanha, como a novela da Rede Globo, Flor do Caribe[1] e filmes como Faroeste Caboclo ou Paisito.

É detentor de vários prêmios, como: revelação cinematográfica e melhor ator da Asociación de Críticos Cinematográficos del Uruguay, em 2003; 1° Premio no II Encuentro de Teatro Joven, em 1992, entre outros.[2]

CarreiraEditar

TelevisãoEditar

CinemaEditar

TeatroEditar

  • ¡Ah, machos!, Tuya, Héctor!
  • Las fuentes del abismo
  • Zaratustra
  • Destino de dos cosas o tres
  • El Método Grönholm

Ligações externasEditar

Referências

  Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.