Abrir menu principal
C. W. Ceram
Nome completo Kurt Wilhelm Marek
Nascimento 20 de janeiro de 1915
Berlim, Alemanha
Morte 12 de abril de 1972 (57 anos)
Hamburgo, Alemanha
Nacionalidade  Alemanha
Ocupação Escritor

C. Walter Ceram é o pseudónimo do escritor alemão Kurt Wilhelm Marek (Berlim, 20 de Janeiro de 1915 - Hamburgo, 12 de Abril de 1972).

Marek empregou este pseudônimo a fim de deixar para trás seu passado como membro da Propagandakompanie da Wehrmacht. Criou-o como um anagrama de seu próprio nome e as mesmas iniciais, trocando "k"s por "c"s. Durante seu tempo enquanto propagandista do Terceiro Reich, escreveu Wir hielten Narvik (1941), e Rote Spiegel - überall am Feind. Von den Kanonieren des Reichsmarschalls, (1943).

Foi jornalista, crítico de cinema, autor de peças seriadas radiofónicas e grande divulgador da arqueologia. Também foi editor literário da Verlag entre 1945 a 1952. O Rheinisches Landesmuseum Bonn lançou em sua homenagem o prêmio Ceram, dado a livros de não-ficção em arqueologia. Kurt Marek foi responsável pela publicação de Eine Frau in Berlin, filmado em 2008 (A Woman in Berlim. Trata-se de uma autobiografia de uma mulher violentada por soldados do Exército Vermelho, que preferiu manter-se anônima.

BibliografiaEditar

  • Wir hielten Narvik (1941)
  • Rote Spiegel – überall am Feind. Von den Kanonieren des Reichsmarschalls (1943)
  • Götter, Gräber und Gelehrte (1949). Traduzido para o português como "Deuses, túmulos e sábios"
  • Enge Schlucht und schwarzer Berg - Die Entdeckung des Hethiterreiches (1955). Traduzido para o português como "O segredo dos Hititas"
  • Provokatorische Notizen (1960)
  • Eine archäologie des Kinos (1965)
  • Der erste Amerikaner (1972)

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre C. Walter Ceram