Cabeça (Seia)

localidade e antiga freguesia de Seia, Portugal

Cabeça é uma freguesia integrada na União das Freguesias de Vide e Cabeça, concelho de Seia, na província da Beira Alta, região do Centro e sub-região da Serra da Estrela, com 8,55 km² de área e 178 habitantes (2011). Tem uma densidade populacional de 20,8 hab/km². Pertenceu ao concelho (desde o século XII), à paróquia (desde o século VI) e à freguesia de Loriga e durante muitos anos foi conhecida como São Romão do Casal da Cabeça.

Portugal Cabeça 
  Freguesia portuguesa extinta  
Cabeça.jpg
Localização
Cabeça está localizado em: Portugal Continental
Cabeça
Localização de Cabeça em Portugal Continental
Mapa de Cabeça
Coordenadas 40° 19' 09" N 7° 44' 07" O
município primitivo Seia
município (s) atual (is) Seia
Freguesia (s) atual (is) Vide e Cabeça
História
Extinção 28 de janeiro de 2013
Características geográficas
Área total 8,55 km²
População total 178 hab.
Densidade 20,8 hab./km²
Outras informações
Orago São Romão

Foi elevada a freguesia por alvará do rei D. João VI de Portugal em 13 de janeiro de 1800. Em 12 de maio de 1806 teve a desanexação da paróquia de Loriga. A sua população vive, em grande parte, da agricultura e da pastorícia. Em resultado da reorganização administrativa das Freguesias, publicada em Diário da República (lei nº. 11-A/2013, de 28 de Janeiro), foi integrada na União das Freguesias de Vide e Cabeça, com sede na aldeia de Vide.

Cabeça é uma aldeia de montanha conhecida como Cabeça, Aldeia Natal. Anualmente, na época do natal (Dezembro/Janeiro), as ruas e casas são decoradas de forma natalícia com materiais recicláveis da Natureza (giestas, cascas, musgo, varas de videira, etc) e luzes led.

Pertence à rede de Aldeias de Montanha.

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Cabeça[1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
328 324 354 374 414 468 479 510 479 509 476 401 334 229 178

PatrimónioEditar

  • Igreja da Divina Pastora (matriz)
  • Igreja de São Romão (estilo românico) - Edifício Classificado como Espaço Cultural  nº 1004, nos termos do P.D.M. aprovado por Resolução do Conselho de Ministros nº 121/97 ( Diário de República nº 169, I série-B, de 24-07-1997)
  • Capela de Santo António
  • Ermida de Nossa Senhora da Nazaré
  • Ponte romana
  • Pontão da Amália
  • Forno comunitário
  • Moinhos de água
  • Lugar do Penedo

PersonalidadesEditar

Nasceu na freguesia de Cabeça, concelho de Seia, em 15 de Fevereiro de 1926. Concluiu o curso de Direito na Universidade de Coimbra em 1950. Exerceu advocacia (1953-1974) em Lourenço Marques (Moçambique). Deputado pelo Partido Socialista desde 1975, foi Ministro da Coordenação Interterritorial ( 1974-1975), Ministro da Comunicação Social (1976-1977), Ministro da Justiça (1977-1978), Ministro Adjunto do Primeiro Ministro (1978), Ministro de Estado e Ministro para os Assuntos Parlamentares (1983-1985). Foi lider do Grupo Parlamentar do PS entre 1991 e 1994. Foi Presidente da Assembleia da República desde 1995 até Março de 2002. Faleceu em 18 de janeiro de 2016. Foi sepultado em Vide (Seia).

Primeira Aldeia Led de PortugalEditar

Cabeça tem o título de "Primeira aldeia Led de Portugal" por ter sido a primeira a substituir a iluminação pública tradicional por tecnologia Led, em 2011, reduzindo a emissão de CO2 para a atmosfera, reduzindo a fatura energética, reduzindo a produção de materiais para reciclagem e diminuindo o aquecimento global.

Cabeça, Aldeia NatalEditar

Um dos eventos com maior notoriedade da aldeia tem o título de "Cabeça, Aldeia Natal": anualmente, na época natalícia (de Dezembro a Janeiro) os habitantes decoram as ruas e casas da aldeia com motivos natalícios à base de materiais recicláveis, excedentes da natureza (giestas, cascas, paus, musgo, desperdícios de lã, etc) iluminados com luz led. E fazem-no com muito amor e uma criatividade invulgar, trazendo à aldeia milhares de visitantes.

Com o apoio da ADIRAM no âmbito do projeto Aldeias de Montanha, o evento Cabeça, Aldeia Natal faz as delícias das crianças e dos adultos. Durante o evento, os habitantes abrem as suas portas aos visitantes, confecionando comida, petiscos tradicionais e peças de artesanato. Simultaneamente, a aldeia é inundada por grupos de música tradicional e grupos de crianças com cantares natalícios, fazendo desta aldeia um lugar de sonho[2].

Música tradicionalEditar

Esta aldeia possui um grupo de música tradicional chamado Balancé da Cabeça[3]. Foi criado em 1 de Janeiro de 2011. É composto por 15 pessoas. Utiliza instrumentos tradicionais (concertina, viola, cavaquinhos, flauta, adufe, pandeireta, bombo, etc). Canta temas populares com particular incidência na tradição local e tem várias composições da sua autoria. O seu currículo já ultrapassou uma centena de atuações, sendo várias com transmissão direta nas TVs portuguesas e, também, nas rádios locais.

Referências

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.