Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: se procura o bairro da capital da Bahia, veja Cabula (Salvador).
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Cabula é o nome pelo qual foi chamada, na Bahia, uma seita afro-brasileira surgida no final do século XIX, de caráter secreto, sincretizadora de leque malê, banto e espírita.

Cabula é também o nome de um bairro de Salvador que teve origem no quilombo do Cabula,[1] onde negros de origem baconga e angola praticavam uma dança de caráter ritual, ao ritmo de um toque de percussão religioso, denominada kabula, que deu origem ao nome do bairro.

A cabula é classificada como candomblé de caboclo, uma modalidade derivada da nação angola que incorporou o culto dos antepassados indígenas e é considerada como precursora da umbanda. Essa vertente desenvolveu-se principalmente nos estados da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Referências

  Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.