Cacimbinhas

Município brasileiro do estado de Alagoas

Cacimbinhas é um município brasileiro do estado de Alagoas.

Cacimbinhas
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Cacimbinhas
Bandeira
Brasão de armas de Cacimbinhas
Brasão de armas
Hino
Gentílico cacimbinhense
Localização
Localização de Cacimbinhas em Alagoas
Localização de Cacimbinhas em Alagoas
Localização de Cacimbinhas em Alagoas
Cacimbinhas está localizado em: Brasil
Cacimbinhas
Localização de Cacimbinhas no Brasil
Mapa
Mapa de Cacimbinhas
Coordenadas 9° 24' S 36° 59' 24" O
País Brasil
Unidade federativa Alagoas
Municípios limítrofes Minador do Negrão (N e NE), Iati (NW), Major Isidoro (S), Igaci (SE), Estrela de Alagoas (E) e Dois Riachos (W).
Distância até a capital 177 km
História
Emancipação 19 de setembro de 1958 (65 anos)
(desmembrada de Palmeira dos Índios)[1]
Administração
Prefeito(a) Hugo Wanderley Caju[2] (MDB, 2021–2024)
Características geográficas
Área total [3] 272,978 km²
População total (IBGE/2010[4]) 10 197 hab.
Densidade 37,4 hab./km²
Clima Não disponível
Altitude 270 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[5]) 0,558 baixo
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 37 223,638 mil
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 3 674,23

História

editar

O município de Cacimbinhas teve origem no Sítio Choan, onde caçadores vindos de Pernambuco acampavam. Próximo ao sítio havia uma cacimba (poço) junto a um pé de limoeiro. Com o movimento das pessoas que paravam para descansar no local, outras cacimbas foram abertas, e isso originou o nome Cacimbinhas. De acordo com historiadores[quem?], os primeiros habitantes chegaram por volta de 1830. O Alferes João da Rocha Pires comprou vinte léguas de terras e construiu uma casa e uma capela, esta que é a mais antiga da região. Um de seus três filhos, Félix da Rocha, casou-se e foi morar onde hoje é o centro da cidade. Ele e o sogro, Amaro da Silva, são considerados os verdadeiros fundadores de Cacimbinhas. Em 1893 chegou a Cacimbinhas José Gonzaga, que contribuiu decisivamente para o progresso da região. Construiu sua casa e criou a primeira feira, com um grande movimento. Associou-se a Clarindo Amorim para a construção da linha do telégrafo, ligando Palmeira dos Índios a Santana do Ipanema. O negócio não deu certo e José Gonzaga foi à falência. A emancipação política aconteceu em 1958. Tendo como primeiro prefeito Simão José Januário e seu vice José Braz Amorim.[7]

Turismo

editar

Cacimbinhas tem dois pontos de interesse turístico: a Serra do Cruzeiro, onde existe a capela de São Francisco, datada de 1830, e o castelo medieval da Fazenda Alfredo Maya.[8]

Referências

  1. «Cacimbinhas». IBGE Cidades. Consultado em 24 de janeiro de 2022 
  2. «Eleição para prefeitura de Cacimbinhas». Cidade Brasil. Consultado em 16 de abril de 2021 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. «Histórico de Cacimbinhas». Consultado em 13 de fevereiro de 2024 
  8. «Cacimbinhas». Projeto Palco Aberto. Consultado em 13 de fevereiro de 2024 
  Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.