Caco Antibes

Personagem fictício de Sai de Baixo
Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados de Caco, veja Caco (desambiguação).
Caco Antibes
Personagem ficcional de Sai de Baixo
Miguel Falabella como Caco em 2001.
Criado(a) por Luis Gustavo
Daniel Filho
Interpretado(a) por Miguel Falabella
Descrição ficcional
Outro(s) nome(s) Caquinho (por Magda)
Sexo Masculino
Origem Copenhague, Dinamarca ou
Ilha do Governador
Família Magda (esposa)
Caquinho (filho)
Caca (mãe)
Justo (pai)
Lola (irmã)
Cassandra (sogra)
Taco (irmão gêmeo)
Scarlet (prima)
Bonnie (tia)
Alex (primo)
Tomas (tio)

Baronesa Waisse Füder (antepassada)

Aparições
Série(s) Sai de Baixo
Temporada(s) 1–8
Primeira aparição A Festa de Babete (1.1)
Última aparição O Bolão do Vavá (8.4)

Carlos Augusto Vasconcellos Antibes mais conhecido como Caco Antibes, é o principal personagem do programa humorístico Sai de Baixo, interpretado pelo ator Miguel Falabella, no programa exibido pela Rede Globo de Televisão entre 1996 e 2002[1].

PerfilEditar

Antes, um membro da rica sociedade em São Paulo, Caco Antibes foi vítima de uma auditoria da Receita Federal que descobriu um número ilimitado de maracutaias e falcatruas, algumas delas envolvendo políticos influentes. Com isso, Caco e sua esposa, Magda (Marisa Orth), foram despejados de sua mansão junto com a sogra, Cassandra Mathias Sayão (interpretada por Aracy Balabanian), e foram morar no apartamento de Vanderley Mathias, conhecido como Vavá (interpretado por Luiz Gustavo), irmão de Cassandra. Caco sempre se descreve como um "príncipe dinamarquês", descendente da "Baronesa Waisse Füder", e faz referências a esse país. Um episódio tem Vavá declarando que Caco na verdade nasceu na Ilha do Governador (onde Falabella cresceu).

Caco tem uma irmã, Lola Antibes, que aparece no episódio "Um conde chamado desejo", sendo viúva de um conde. Caco é filho de Carlota "Dona Caca" Antibes (também interpretada por Miguel Falabella), uma senhora da cidade mineira de Carmo do Rio Claro metida a madame da alta classe de fazendeiros e, semelhante ao filho, tem horror a pessoas pobres.

No revival de 2013, é revelado que Caco passou 11 anos em uma prisão na Dinamarca após cometer roubos na bolsa de valores. Durante o primeiro episódio, dá um golpe com um mordomo (Tony Ramos) para tomar posse do apartamento de Vavá, que havia sido comprado pela ex-doméstica da família, Neide (Márcia Cabrita).

Caco é o mais entojado hóspede do Arouche Towers: detesta pessoas pobres, costuma usar alguns termos em inglês e é um perfeito "exemplo de vagabundagem", pois detesta trabalhar, se considerando uma "Claudia Schiffer de calças", e tenta ganhar dinheiro usando ideias mirabolantes para ganhar dinheiro fácil, seja de que maneira for, enquanto aguenta as brigas e reclamações da sogra Cassandra e as burrices da esposa Magda.

Segundo Falabella, "Caco Antibes é a cara do Brasil, dominado por uma burguesia decadente e completamente psicótica. O Caco é um fascista e louco. Mas é feito com charme e vira um engraçado".[2]


Referências


  Este artigo sobre uma personagem de ficção é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.