Cadã (em mongol: Кадан; romaniz.: Kadan) ou Cadano (em latim: Cadanus)[1] foi um nobre mongol do século XIII, filho do grão-cã Oguedai Cã (r. 1229–1241). Em 1235, foi enviado junto da expedição de Batu Cã no Ocidente.[2] Após a decisiva Batalha de Mohi, perseguiu o rei Bela IV até Ragusa, no mar Adriático, até saber da notícia da morte de seu pai, que fez os mongóis levantarem a campanha em 1242 e voltarem ao Império Mongol.[3]

Cadã
Cadã perseguindo o rei Bela IV após Mohi segundo a Crônica Iluminada
Pai Oguedai Cã

Referências

  1. Zsigmondy 1829, p. 121.
  2. Atwood 2004, p. 34; 212; 417.
  3. Atwood 2004, p. 79.

BibliografiaEditar

  • Atwood, Christopher P. (2004). Encyclopedia of Mongolia and the Mongol Empire. Nova Iorque: Facts On File, Inc. 
  • Salagean, Tudor (2016). Transylvania in the Second Half of the Thirteenth Century: The Rise of the Congregational System. Leida e Nova Iorque: Brill 
  • Zsigmondy, Samuel (1829). Historia Hungariae. Bratislava: Typis S. Ludovici Weber