Caio Calpúrnio Pisão (cônsul em 111)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Caio Calpúrnio Pisão (desambiguação).

Caio Calpúrnio Pisão (em latim: Caius Calpurnius Piso) foi um senador romano da gente Calpúrnia[1] eleito cônsul em 111 com Marco Vécio Bolano[2][3][4][5].

Caio Calpúrnio Pisão
Cônsul do Império Romano
Consulado 111 d.C.

Plínio, o Jovem, conta, elogiosamente, que Pisão foi o autor de um poema em grego sobre astronomia datado por volta de 105[1].

FamíliaEditar

Pisão era homônimo de diversos cônsules romanos do período republicano e também do famoso Caio Calpúrnio Pisão, responsável pela Conspiração Pisoniana contra o imperador Nero. Era também parente de Lúcio Calpúrnio Pisão Liciniano, herdeiro de Galba por uns poucos dias durante o "ano dos quatro imperadores" (69). Sabe-se que Pisão tinha um irmão[3][4] e Sexto Calpúrnio Cipião Orfito, cônsul em 172, e Lúcio Calpúrnio Pisão, cônsul em 175, provavelmente eram descendentes de um dos dois.

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Marco Peduceu Priscino

com Sérvio Cornélio Cipião Salvidieno Orfito
com Caio Avídio Nigrino (suf.)
com Tibério Júlio Áquila Polemeano (suf.)
com Lúcio Catílio Severo Juliano Cláudio Regino (suf.)

com Aulo Lárcio Prisco (suf.)
com Sexto Márcio Honorato (suf.)

Caio Calpúrnio Pisão
111

com Marco Vécio Bolano
com Tito Avídio Quieto (suf.)
com Lúcio Égio Márulo (suf.)
com Lúcio Otávio Crasso (suf.)
com Públio Célio Apolinário (suf.)

Sucedido por:
'Trajano VI

com Tito Sêxtio Cornélio Africano
com Cneu Pinário Cornélio Severo (suf.)
com Lúcio Múmio Níger Quinto Valério Vegeto (suf.)
com Públio Estertínio Quarto (suf.)
com Tito Júlio Máximo Manliano Broco Serviliano (suf.)
com Caio Cláudio Severo (suf.)
com Tito Setídio Firmo (suf.)


Referências

  1. a b Annette Flobert, Lettres de Pline, Flammarion, 2002, p. 465.
  2. Alison E. Cooley, The Cambridge Manual of Latin Epigraphy (Camrbidge: University Press, 2012), pp. 467ss
  3. a b Annette Flobert, Lettres de Pline, Flammarion, 2002, p. 213-214, « Lettre V, 17 - À Vestricius Spurinna ».
  4. a b Plínio, o Jovem, Epístolas V, 17.
  5. CIL XIV, 244, 245, 4531, 4532, 4532a, 4533, 4534, 4535, 4536, 4537, 4538, 4539, 4540, 4541, 4542, 4543, 4544, 4545, 4546, 5354, 5355 = InscrIt. 13-1, 5 = AE 1917/18, 122 = AE 1922, 94 = AE 1924, 111 = AE 1928, 126 = AE 1933, 30 = AE 1934, 97 = AE 1934, 98 = AE 1934, 99 = AE 1936, 97 = AE 1936, 98 = AE 1936, 99 = AE 1937, 10 = AE 1938, 150 = AE 1939, 52 = AE 1940, 92 = AE 1940, 93 = AE 1945, 33 = AE 1945, 34 = AE 1945, 36 = AE 1945, 37 = AE 1946, 169 = AE 1946, 204 = AE 1949, 23 = AE 1949, 64 = AE 1954, 123 = AE 1954, 220 = AE 1954, 221 = AE 1954, 222 = AE 1954, 223 = AE 1955, 120 = AE 1956, 32 = AE 1956, 132 = AE 1968, 6 = AE 1975, 130 = AE 1975, 131 = AE 1975, 132 = AE 1978, 60 = AE 1978, 61 = AE 1980, 183 = AE 1994, 330 = AE 1997, 256 = AE 1998, 408 = AE 2001, 620 = AE 2005, 305, Ostia Antica (Italia); AE 1964, 69, Roma (Itália); AE 1964, 69, Roma (Itália); CIL VI, 222 = CIL VI, 30719, Roma (Itália); CIL XII, 1840, Vienne (França); CIL XIV, 3437, Civitella San Paolo (Itália); Vindolanda 186, Vindolanda (Reino Unido)

BibliografiaEditar

  • PIR¹ C 228
  • E. Groag, "G. Calpurnius Piso 66)", RE, vol. III-1, A-2, Stuttgart, 1897, col. 1369.