Caio Calvísio Sabino (cônsul em 4 a.C.)

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Caio Calvísio Sabino.

Caio Calvísio Sabino (em latim: Gaius Calvisius Sabinus; n. 36 a.C.) foi um senador romano da gente Calvísia eleito cônsul em 4 a.C.. Sabino era filho de Caio Calvísio Sabino, cônsul em 39 a.C., e teve pelo menos um filho, Caio Calvísio Sabino, cônsul em 26.

Caio Calvísio Sabino
Cônsul do Império Romano
Consulado 4 a.C.
Nascimento 36 a.C.

HistóriaEditar

Presume-se que Sabino tenha seguido os passos de seu pai ao ser admitido como um dos septênviros epulões, provavelmente em algum lugar depois de 12 a.C., possivelmente depois da morte de Marco Vipsânio Agripa ou Ápio Cláudio Pulcro[1].

Sabino foi eleito cônsul como candidato imperial em 4 a.C.[2] e, durante seu mandato, introduziu e defendeu um édito imperial que reforçou os direitos dos povos designados aliados de Roma que buscassem recuperar dinheiro que lhes tivesse sido extorquido por governadores inescrupulosos[3].

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Augusto XII

com Lúcio Cornélio Sula Fausto
com Quinto Hatério (suf.)
com Lúcio Vinício (suf.)
com Caio Sulpício Galba (suf.)

Caio Calvísio Sabino
4 a.C.

com Lúcio Passieno Rufo
com C. Célio (Rufo?) (suf.)
com Galo Sulpício (suf.)

Sucedido por:
'Lúcio Cornélio Lêntulo

com Marco Valério Messala Messalino


Referências

  1. Stern, Gaius, Women, Children, and Senators on the Ara Pacis Augustae: A Study of Augustus' Vision of a New World Order in 13 BC. (2006), pgs. 337-338
  2. Syme, pg. 87
  3. Sherk, Robert K., The Roman Empire: Augustus to Hadrian (1988), pgs. 27-30

BibliografiaEditar